Sabemos que a vida não será mais a mesma pós Covid-19. Uma série de hábitos que passamos a adotar no nosso cotidiano serão provavelmente incorporados para sempre. E na área do turismo, que foi a mais afetada, certamente vão aparecer medidas obrigatórias na hora de entrar em um aeroporto e pegar um avião, por exemplo.Fiz uma live com a jornalista Mari Campos sobre o futuro das viagens depois da pandemia do Coronavírus   e achei pertinente dividir com você o que achamos que vai acontecer. Lembrando que são observações nossas, viajantes frequentes, em cima de informações que temos consumido dos especialistas.

+10 restaurantes no Rio entregam em casa

O futuro das viagens depois da pandemia do Coronavírus

Uso das máscaras

Algumas cias aéreas já estão obrigando os funcionários a usar máscaras, como a Emirates, por exemplo. Acreditamos que esta seja uma tendência de todas as empresas, não apenas para o momento presente mas como nos próximos dois anos.  Além da tripulação e para quem trabalha nos aeroportos, certamente os passageiros também serão convidados a entrarem nos aviões com suas  máscaras.  Afinal,  sabemos que o aeroporto é um lugar de aglomerações, desde a hora do check-in, passando pela fila do raio X, até dentro das salas de embarque e dos lounges.

Testes rápidos

Novamente a Emirates Airlines foi pioneira. Ela foi a primeira cia aérea a começar a testar os passageiros para covid-19 no aeroporto de Dubai. Se as outras cias seguirem pelo menos caminho, vai ficar mais fácil a gente pensar no futuro das viagens e entrar em um avião com mais tranquilidade.

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

A380 da Emirates

Os assentos da classe executiva da Emirates

Mudanças nos assentos nos voos

A American Airlines, Lufthansa, Delta entre outras cias, já anunciaram os assentos do meio estão sendo bloqueados. Esta certamente será outra medida adotada pelas cias aéreas no geral. Resta sabe o que as empresas vão fazer para que os voos sejam mais responsáveis em relação à sustentabilidade.

Medidas nos hotéis

Alguns hotéis estão adotando padrões de higiene dos hospitais, para, desta maneira, deixar os hóspedes mais tranquilos. Certamente os hotéis também terão que adotar medidas em seus spas e áreas de bem-estar. Piscinas, saunas e salas de massagens terão que ser repensadas. Provavelmente os hotéis vão investir mais na parte do bem estar, na alimentação saudável e em maneiras de aumentar de imunidade. Novos programas devem ser criados, além de massagens nos spas.

o futuro das viagens

Spa do Península Tóquio

+7 hotéis que já foram cenários de filmes

Resorts e Estações de esqui

Tantos os resorts e as estações de esqui, ou seja, lugares em que as pessoas ficam muito juntas, terão que ser revistas. Filas em restaurantes, comida a quilo, onde o talher passa de mão em mão, certamente serão algo revistos. Além disso, aluguel de equipamento ou o próprio lift, que você divide com mais gente, provavelmente serão reformulados.

+Jackson Hole – uma das melhores estações de esqui dos EUA

Jacson Hole

A deslumbrante Jackson Hole, nos EUA

Cruzeiros

Sabemos que nos dias de hoje, pensar em fazer um cruzeiro é uma loucura. Ninguém quer se imaginar trancado dentro de um navio sem poder sair, caso haja passageiros contaminados. Mas e, se, a cia marítimas fizesse o teste entre os passageiros ANTES do embarque? Se seguirem o modelo da Emirates, por exemplo, aí, provavelmente a gente ficaria mais tranquilo e toparia se aventurar em alto mar. É o futuro das viagens que está em jogo. Além disso, talvez os grandes navios terão que reduzir a capacidade de passageiros.

Renata Araújo e Mari Campos

Renata Araújo e Mari Campos navegando em Santa Bárbara

 

Viagens ligadas à natureza

É muito provável que viagens ligadas à natureza, como ecoturismo, ou simplesmente destinos de praia, cachoeira, e/ou montanha tenham muita procura em um primeiro momento. Além disso, trekkings, escaladas, pedaladas ou seja, qualquer destino em que o turista possa fica muito tempo ao ar livre será uma ótima opção quando as viagens forem liberadas.

Agente de Viagem

Sempre valorizamos muito o papel do agente de viagem. Mas esta crise da Covid-19 nos mostrou que a função dele é essencial! Imagina quem ficou preso em aeroportos cujos voos foram cancelados? Ou quem foi expulso de um hotel porque ele fechou de uma hora para outra? Certamente os turistas que viajaram através de agências de viagens tiveram os problemas solucionados mais rápido e de uma maneira melhor. Nestes momentos, estar por si só e desesperador.

Seguro Viagem

Nós sempre soubemos da importância do seguro viagem e não viajamos sem ele. Agora, mais do que nunca, se tornou imprescindível, não apenas viajar assegurado, mas como também ler TODAS as cláusulas do seu contrato. Como várias empresas não cobriam pandemia, muitos turistas tiveram sérios problemas quando se contaminaram enquanto estavam viajando. Acreditamos que no futuro das viagens isso vai mudar. O viajante vai prestar mais atenção no tipo de seguro, não apenas por questão de saúde, mas também por outros serviços que eles incluem como, por exemplo, mala perdida ou voo cancelado. Afinal, ninguém vai querer contratar um seguro que não cubra pandemia depois de tudo isso.

+Fiquei doente em NYC e tive que acionar o seguro 

Viagem responsável

A gente acredita que a partir de agora, as prioridades vão mudar. As escolhas de viagens serão mais conscientes, elas devem ter foco no conteúdo e não por status, como vemos por aí. Se até o consumo como um todo, vai mudar – certamente vamos consumir mais online do que antes e mais o que de fato precisamos e não o supérfluo – o que dirá em termos de viagem.

Turismo de experiência e as distâncias

Nos últimos anos se falou muito em turismo de experiência e mais do que nunca ele será levado em consideração. O que serão levadas mais em consideração agora serão as distâncias. Ninguém vai querer, em um primeiro momento, passar mais de 10 horas em um avião. E muito menos ficar muito longe de casa.

+15 séries para viajar sem sair de casa

Muralha da China

São 24h para chegar até à China

A malha aérea

Só poderemos viajar quando as fronteiras forem abertas e serão bem aos poucos. As cias aéreas estão enfrentando crise sem precedentes. Sendo assim, teremos uma diminuição de malha aérea. Temos que estar preparados para voos com escalas e com conexões longas e difíceis. Além disso, talvez os destinos imponham certas exigências, como os testes rápidos. Assim como o certificado de vacina de febre amarela são exigidos por determinados países. Achamos que será difícil trocar de continente durante uma mesma viagem, como fazíamos até hoje.

Preços dos voos

No Brasil, é provável que haja promoções, até porque será o primeiro destino para onde vamos poder viajar. As cias aéreas vão precisar retomar o negócio. Mas a longo prazo, certamente vai haver mudanças de preços. Além disso, todos teremos um orçamento mais baixo. Se a moeda continuar subindo, teremos menos dinheiro para viajar. Mesmo quer reduzam o tamanho das aeronaves e o número de passageiros, o voo tem que se rentável então, será difícil uma promoção. E atenção com promoções pegadinhas que tem rolado na internet.

Parques temáticos

Na indústria do entretenimento, a dinâmica dos grandes shows, assim como dos parques temáticos, devem mudar antes de descobrirem a vacina. Talvez os parques consigam reabrir com máscara obrigatória e novas medidas de higiene, como álcool gel espalhados e medição de temperatura dos visitantes. Além disso, provavelmente as atrações serão obrigadas a reduzir o número de pessoas, assim como vai acontecer nos aviões.

+5 passeios em Orlando, além dos parques

Disneyland

A Disneyland, na Califórnia

Controle de visitantes

Assim como Fernando de Noronha controla a entrada dos turistas, talvez outras ilhas ou destinos façam o mesmo. Cidades muito cheias de turistas, ou Manhattan, por ser uma ilha, podem querer reduzir a quantidade de visitantes.

Cidades se reinventam

NYC , Barcelona, Paris e Bruxelas são exemplos de cidades que se reinventaram. Ou por atentados, ou por Olimpíadas.  Talvez agora os destinos criem novas maneiras de experiência. Os órgãos de turismo vão ter que pensar em ambientes seguros, assim como, em novas ferramentas, para que a gente se sinta mais tranquilo e tenha vontade de ir a determinado destino.

+Viaje sem sair da casa com o canal do Youtube do YMG

Viagens virtuais

Sabemos que durante a pandemia de Coronavírus estão disponíveis vários tours virtuais de destinos e atrações. Há também os óculos de realidade virtual que nos transportam para múltiplos destinos. Eles são uma excelente opção para agora, que estamos em casa e não podemos viajar. De fato é hora de consumir digitalmente, até para pesquisar e planejar melhor a viagem no futuro. Entretanto, nada substitui a experiência de viajar: de mergulhar no mar cristalino das Maldivas, de ver a Monalisa ao vivo ou comer aquela pizza romana autêntica. O turismo vai continuar existindo e a experiência presencial é única! Só temos que esperar um pouquinho para voltarmos a nos aventurar mundo afora.

Sonhar com viagem é permitido

Já que estamos com tempo livre, essa é hora de sonhar, lembrar dos lugares que já fomos e os que queremos conhecer. E nós, jornalistas de viagens estamos aí para isso. Faça sua wish list para depois que tudo isso acabar. E aproveite para navegar pelo YMG, pelo Mari Campos.com e pelo Hotel Inspectors. E também nos seguir nas redes @youmustgoblog @maricampos @hotelsinspectors.  Com certeza a gente vai te inspirar para o futuro das viagens.

Renata Araújo e Mari Campos

Abril de 2020

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.