Rio de Janeiro

Salí: restaurante mediterrâneo no Leblon por Ricardo Lapeyre

Publicado por
Renata Araujo

Acaba de ser aberto o Salí, restaurante mediterrâneo no Leblon. O nome vem em referência à salicórnia, aspargo marítimo da região que se tornou também brasileiro. Na badalada Dias Ferreira, ele faz um passeio por vários países, como Marrocos, Líbano, Itália, porém com um toque de brasilidade e com a herança francesa do premiado chef executivo Ricardo Lapeyre, consultor do Escama. O Salí entra no lugar do antigo Gusto e reafirma a vocação gastronômica da rua que além de diversos bares, conta com ótimos restaurantes, como o Togu, o Sushi Leblon, CT Boucherie e Sabor Doc. Portanto, leia este post até o final para conhecer um pouco da nova casa que está um charme e ainda conta com uma agradabilíssima varanda.

Aproveite para ler também:

+Reserve aqui o seu hotel pelo melhor preço.

História do restaurante mediterrâneo no Leblon

Segundo o chef Ricardo Lapeyre, a ideia foi aproveitar o espaço existente e fazer um mediterrâneo não necessariamente focado na Itália, já que há pratos marroquinos e uso de ingredientes libaneses. Aliás, ele dá uma volta por boa parte da Europa, África e Ásia, ou seja, mais de 20 países. Ele conta: “Aproveitei a ida ao Marrocos para ver o Flamengo e voltei com várias receitas na mala. Fui também para a Espanha e claro que incluí pratos do Sul da França que conheço muito bem.”

Vai viajar para o exterior?

Contrate aqui seu seguro viagem, testado e aprovado por nós!

Saiba Mais

Entrada do Salí
Renata Araújo e o chef João Skroch
Ambiente do restaurante Salí no Leblon

Para a operação diária, Ricardo – que está envolvido em vários projetos – chamou o amigo e chef João Skroch, com quem trabalha há cinco anos. Ele também passou pelo Laguiole, Escama, Hills e Arab, na Gávea e portanto, tem bastante experiência. Outros profissionais de confiança do Ricardo estão na equipe e nota-se de cara o bom treinamento e agilidade de todos.

Chef Ricardo Lapeyre

O ambiente é elegante e acolhedor, com tons claros que remetem às casas mediterrâneas, com teto de biribas de madeira e luz vazada como uma claraboia. “O projeto é do arquiteto Ricardo Guimarães. Fizemos apenas uma pequena obra porque a estrutura da casa já era muito bem cuidada. Tem uma boa cozinha e bela operação de bar”, completa Ricardo.

Projeto de Ricardo Guimarães
Decoração mediterrânea no Salí
Tons claros e mediterrâneos

O cardápio do Salí

Ou seja, neste itinerário pelo Mediterrâneo, o variado menu é dividido em cinco bem humoradas partes: Mezze, Voo, Mergulho, Mão na Massa e Sobrevoo. Depois da charcuteria, vem as entradinhas, como, por exemplo, o Tartare de Vitello na ponta da faca e tempura de salicórnia (R$56) e o Pastel do João (3 unid) camarãozinho na massa de gyosa feita na casa e creme de pupunha (R$44). Também adorei o Croquete de lagostin e aïoli siciliano (2 unid-R$44).

Renata Araújo no Salí
Croquete de lagostin por Ricardo Lapeyre
Salame italiano

O chef complementa: “A casa já tinha uma massaria desde o Gusto, que fica no mezzanino – e portanto, incluí algumas receitas com massas de produção própria”. Algumas delas, por exemplo são o Orichietti, com tomatinho assado e babaganoush de quiabo (R$48) e o Spaghetti com mexilhão, lambreta, vôngole e molho dieppoise (R$83).

Pratos do Salí
Spaghetti com mexilhão

Aliás, a salumeria também é um capítulo à parte, com embutidos nacionais e artesanais de pequenos produtores parceiros com a curadoria do chef. ”E vai chegar ainda o baleiro, um carrinho com conservas, saladas frescas e crudos, que vai percorrer o salão e com certeza será um sucesso”, conta Lapeyre.

Além disso, há também receitas menos obvias, como, por exemplo, o cordeiro marroquino servido com arroz de altitude perfumado (R$97). Já para quem gosta de peixe, a sugestão é pedir o tamboril envolto em jamón ibérico, mousseline de couve-flor e vinagrette (R$97).

Ótima opção de restaurante mediterrâneo: Salí
Renata Araújo no Salí
Tamboril envolto em Jamón ibérico

As sobremesas também chamam atenção, como, por exemplo, o doce árabe Baklawa (R$ 36) com massa filo, tahine, pistache, nozes e amêndoas. Há também a Banana Flambada (R$38) com pastis, creme de caramelo e sablé salgada.

Para beber

A carta de drinques conta com opções autorais, mas também não dispensa os clássicos. Destaque para o Salí Martini (R$42), gin infusionado com azeite de oliva, jerez, Lillet, bitters de laranja e a característica salicórnia. Para quem preferir, há o Borda (R$38), à base de gin, licor de anis, limão siciliano e amora negra macerada em Campari. Há também uma excelente carta de vinhos.

Renata Araújo no Salí
Ótima carta de vinhos do Salí
Drink Aura no Salí, na Dias Ferreira

Endereço: Rua Dias Ferreira, 78 / Leblon 

Por Renata Araújo.
Fotos: Renata Araújo e Tomás Rangel

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com OMEUCHIP e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Seguros e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.
Compartilhe
Publicado por
Renata Araujo

Posts recentes

Como aproveitar o centro de Los Angeles: Grand Central Market e outras atrações

O centro de Los Angeles, também conhecido como Downtown LA, é uma região vibrante e…

1 dia atrás

Giro: restaurante italiano no Eataly São Paulo

Giro: restaurante italiano no Eataly São Paulo. Fãs de culinária italiana, prestem atenção neste simpático…

6 dias atrás

Le Bulô: novo restaurante francês no Itaim

Le Bulô: novo restaurante francês no Itaim. O premiado chef carioca Ricardo Lapeyre desembarcou em…

7 dias atrás

3 chefs de cozinha e suas mães: conheça as histórias

Neste Dia das Mães, convidamos 3 mulheres, chefs de cozinha, para compartilharem conosco um pouco…

1 semana atrás

Ninetto Trattoria: novo restaurante italiano na Barra da Tijuca

O Rio de Janeiro ganhou mais um restaurante italiano, o Ninetto Trattoria. A casa, que…

2 semanas atrás

Casa Camolese: restaurante no Jockey ganha cardápio ítalo-brasileiro

Casa Camolese: restaurante no Jockey ganha cardápio ítalo-brasileiro. Prestes a completar seis anos, o restaurante…

2 semanas atrás