Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais

Finalmente fui conhecer a Comuna do Ibitipoca, um exemplo de turismo sustentável, em Minas Gerais. Depois de algumas mudanças, o lugar oferece agora três tipos de hospedagem. A antiga “Reserva do Ibitipoca” é hoje chamada de Engenho, uma casa de fazenda de 1715, com oito suítes. Enquanto isso, no vilarejo de Mogol, são oferecidas quatro casas de hospedagem, abertas há um ano e meio e onde eu fiquei. E para quem não quiser tem contato com absolutamente ninguém há ainda duas “casas remotas“. Seja qual for a sua escolha, uma excelente opção de viagem de carro para praticar isolamento social e aproveitar o o luxo rústico, tão em voga nos dias de hoje.

+Reserve seu hotel aqui

+7 hotéis nos arredores do Rio aprovados pelo YMG

Comuna do Ibitipoca – turismo sustentável em Minas Gerais

Localização

Os mais de cinco mil hectares da Comuna se estendem pelos municípios de Lima Duarte, Bias Fortes e Santa Rita do Ibitipoca. Eles formam um cinturão de proteção para o Parque Estadual do Ibitipoca. São 4h do Rio, 5h de BH e a 7h de São Paulo, de carro e além disso, há ponto de helicóptero.

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
Renata Araújo na Comuna

+Fasano: o melhor hotel de Belo Horizonte

O Engenho

Por conta da pandemia, a casa colonial de fazenda só aceita reservas para grupos fechados. São oito suítes, muito bem decoradas pela designer carioca Mukki, bem alegres e diferentes entre si. A cozinha tem equipamentos modernos, porém de estilo vintage, e com inspiração na fofura do desenho Ratatouille. Há ainda o spa, com 4 salas de massagem, jacuzzi, sauna e solarium. Ao lado, fica a casa Carlinhos, com outras quatro suítes. Os hóspedes de lá podem usar os serviço e a infra do Engenho.

Casa colonial
Casa colonial como coleção de cachaças
Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
A Engenhoca
Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
A cozinha tem equipamentos modernos
Os quartos são uma graça
Certamente confortáveis e espaçosos
Você se sentirá à vontade

+7 passeios em Tiradentes, Minas Gerais

O vilarejo de Mogol – turismo sustentável

A 9km dali, fica a village, como eles gostam de chamar, Mogol, de 116 habitantes. Quatro casas foram totalmente reformadas e viraram locais de hospedagem, há um ano e meio. Cada uma tem estilo, tamanho e decoração diferentes, são muito bem equipadas e extremamente charmosas. Além disso, elas foram batizadas com nome de escritores e poetas brasileiros. A que eu fiquei, por exemplo, com duas espaçosas suítes, era a Guimarães Rosa.

+.Org Bistrô: restaurante com práticas sustentáveis no Rio

Mogol
Mogol é uma graça, de fato.
Casa Guimarães Rosa
Banheira com vista da casa que fiquei
Quarto
Quarto de fato aconchegante
Comuna do Ibitipoca turismo sustentável em Minas Gerais
Casa Guimarães Rosa
Comuna do Ibitipoca
Casa Freud
Turismo sustentável em Minas Gerais
A casa Freud tem uma decoração bem orginal!

A gastronomia

O restaurante Yuka é vegetariano e os pratos são feitos com os alimentos orgânicos colhidos na própria horta. No começo, você pode até estranhar, mas depois, sai maravilhada pela qualidade da comida, certamente saudável. E como come-se bem!

Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
Eles tem a própria horta
Comuna
Restaurante Yuka
Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
Os alimentos são orgânicos e, sem duvida, saudáveis

+Os melhores restaurantes de Itaipava e arredores

O café da manhã na Comuna do Ibitipoca é bem farto! Ele começa com um shot de kombucha para acostumar o estômago, depois, iogurte natural, ovos feitos de diferentes e deliciosas maneiras e aquele pão de queijo mineiro maravilhoso! Para finalizar, sempre um doce ou bolinho. No almoço, foram oferecidos arroz, feijão (branco e preto), milho, batata gratinada, shitakis, saladinhas, sopas variadas, etc. Portanto, uma culinária diversa e muito bem feita que não cansa em nenhum momento. Além disso, também há uma pizzaria de forno à lenha, aberta às vezes no jantar.

Comuna
Café com um bolinho é certamente uma ótima combinação
Comuna
As comidas são deliciosas
Ibitipoca
Come-se muito bem, sem dúvida

+O que fazer em Bichinho, cidade perto de Tiradentes

Os passeios na Comuna do Ibitipoca

A ideia no destino mineiro é fazer com que o hóspede deixe o ritmo urbano, incluindo o celular, a TV e o carro de lado (há inclusive uma taxa de carbono). E assim, mergulhe na vibe da vida ao ar livre, pegue a bicicleta, caminhe, faça trilhas e cavalgadas e aproveite ao máximo a natureza. O staff cuida de tudo pra gente e os passeios são acompanhados por um guia opcional. Quando o hóspede chega no ponto final do programa, lago ou cachoeira, estão lá esperando uma bebida gelada e aperitivos deliciosos. Portanto, o tal do luxo rústico mencionado no começo.

Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
As bicicletas estão disponíveis
Comuna Trilhas
As trilhas são um passeio que você deve fazer
Lagos e cacchoeiras
O visual é espetacular
Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
No fim da caminhada, então, eles servem aperitivos e bebidas

+Trilhas abertas no Rio de Janeiro

Os gigantes de Ferro

Certamente a maior atração da Comuna do Ibitipoca são as estátuas gigantes de sucata industrial criadas pela artista americana Karen Cusolito. As obras de arte impressionam por sua grandiosidade e são como um museu a céu aberto. Algumas chegam a ter 12 metros de altura e pesam mais de 6 toneladas. Elas foram criadas pela artista para o Festival Burning Man, em Nevada, nos Estados Unidos e chegaram ao Brasil em uma operação inacreditável! Karen ficou encantada pelo local onde elas ficariam e cedeu ao pedido do dono da Comuna, Renato Machado, em transportar sua “família de ferro”.

Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
Os gigantes de ferro são, sem dúvida, uma atração imperdível
Renata Araújo e Marcelo
Renata e Marcelo com os gigantes de ferro

+Destinos para ir de carro perto do Rio de Janeiro

As práticas sustentáveis

A Comuna do Ibitipoca é um projeto socioambiental experimental, focado no homem, sua casa e o planeta. A história começou em 1984 com a compra da Fazenda do Engenho e a recuperação de terras degradadas pela pecuária. Hoje são mais de 6 mil hectares de área preservada. O solo vem sendo recuperado com o Programa de Refaunação: plantio de espécies nativas da Mata Atlântica e reintrodução de animais, como a anta e a jucutinga. Portanto, um verdadeiro santuário ecológico.

Comuna do Ibitipoca - turismo sustentável em Minas Gerais
Tudo é, certemente, pensado para preservar ao máximo a natureza

Além disso, lá, a luz é solar, a água, de fonte natural e o lixo é reciclado. E uma das coisas que mais me surpreenderam e me encantaram foi o não uso de material plástico.

É um espaço que busca uma relação harmônica entre o ser humano e a natureza, com o objetivo que esse contato somado ao respeito à diversidade, seja o caminho para um futuro resplandecente. Um belo exemplo de turismo sustentável.

+Conheça a Green Press: rede de turismo consciente

Renata Araújo
Toda integração com o meio ambiente faz o lugar ser ainda mais especial

Texto e fotos por Renata Araújo. Dezembro 2020.

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.