Dá um certo trabalho chegar à Muralha da ChinaMas sem dúvida, é um passeio que vale muito a pena. Afinal, ela é  uma das 7 maravilhas do mundo. Como ela fica fora de Pequim, seguem umas dicas para saber como chegar à Muralha da China. É a única construção feita pelo homem possível de ser visto da lua!

Muralha da China

A extensão da Muralha

Muralha da China

Uma das 7 maravilhas do mundo

Leia aqui: Puli Hotel&Spa, em Xangai

História da Muralha

Primeiro, vamos conhecer um pouco da história da Muralha da China. Ela começou a ser construída no ano 221AC durante a dinastia Qin. O intuito era proteger as fronteiras do país. Só que muito do que foi construído na época não resistiu aos efeitos do tempo. Quase dois milênios e várias dinastias depois, hoje podemos ver 7 mil Kms de muralha preservada. A gente precisaria de dois anos para completar o percurso de uma das maravilhas do mundo.

Muralha da China

A vista é impressionante

Muralha da China

7 mil km de Muralha

Como chegar à Muralha da China

Existem várias maneiras de chegar à Grande Muralha. Você pode ir de ônibus, que custa em torno de U$22 e vai levar umas 3 horas. É só pegar o metrô (linha 2) até a estação JiShui Tan e depois o ônibus 919, 916 ou 936 que saem estação central de Dongzhimen. Ou de carro, com um motorista e/ou guia, já que estrangeiros são proibidos de dirigir na China. Leva umas uma hora e meia desde Pequim.

Muralha da China

Ônibus

Muralha da China

Vale a pena!

Conheça o Mandarin Oriental Pudong, em Xangai

As várias Muralhas

Existe mais de um caminho dentro da Grande Muralha, como Badaling e Mutyanu. O primeiro é sempre muito cheio e há várias partes reformadas. Seguimos o conselho do nosso guia, o Xiaowei (@greatwallmylove e what’s app 00 xx 86 133 8110 8616) e fomos por Mutyanu. 

Muralha da China

Entrada

Muralha da China

Mutyanu

O acesso é feito por teleférico e a escolha foi acertada. Estava bem vazia e pudemos tirar altas fotos. Na volta, os mais aventureiros podem descer de tobogã, demora uns 20 minutos. Dizem que é bem seguro. Confesso que não é muito meu estilo e peguei o teleférico de novo.

Muralha da China

Teleférico

Muralha da China

Descida de tobogã

Dicas do que fazer em Hong Kong

O lado Mutyanu

Importante dizer que para chegar até essa parte da Muralha é imprescindível o acompanhamento de um guia. Ou então, fazer parte de uma excursão. Se você for por sua conta, de ônibus, não há como subir. Adorei o Xiaowei, guia que fala inglês e me foi indicado por Christine Marote, autora do excelente blog China em Minha Vida. Se você está de fato planejando uma viagem para a China, vale muito a pena entrar em contato com ela e consultar o blog.

Muralha da China

Mutyanu

Muralha da China

Com o meu guia

A estação de Mutyanu

Na saída há algumas lojas de souvenires e restaurantes. Dei uma parada para comer, já que a viagem de volta a Pequim seria longa. O ingresso custa RMB 160,00 (cerca de R$ 75,00) e inclui a entrada no local, o ônibus para chegar a estação do teleférico e o ticket para subir e descer (teleférico e tobogã).

Muralha da China

Parada para comer

Muralha da China

Lojinhas

Um roteiro de viagem pela Ásia

Espero que este post tenha te ajudado a saber como chegar à Muralha da ChinaFoi certamente um dos passeios mais inesquecíveis da minha vida.

Muralha da China

Inesquecível!

Texto e fotos por Renata Araujo

Abril de 2017


Leia mais:

10 dicas de passeio na Tailândia

7 passeios em Dubai

Descubra as maravilhas do Líbano

Hotel de luxo em Tóquio

Salvar

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.