A nova carta da Academia da Cachaça, que este ano completa 30 anos, priorizou as cachaças nacionais, com 15 estados sendo representados. Tive o prazer de participar de uma “aula” com a consultora Deise Novakoski na Academia da Cachaça, em um ambiente super agradável no Leblon.

capa academia

 

Academia da Cachaça

Degustamos algumas cachaças que entraram para a nova carta, com as explicações de Deise e harmonizando com petiscos. A primeira mencionada foi a Tiquira Timbotiba, cachaça do Maranhão e primeira a ser registrada pelo Ministério da Agricultura. Feita com mandioca, vai bem com frutas como lima da pérsia e não combina com limão, o que pude comprovar na caipirinha que Deise nos deu para experimentar.

Academia da Cachaça

Academia da Cachaça

Em seguida, foi a vez da cachaça Volupia. Usada para frutas mais cítricas, esta cachaça não possui madeira e foi harmonizada com cubinhos de tapioca, uma delícia. A terceira foi a Velha Aroeira, de cor amarela bem clara e com toques de cacau no seu sabor e aroma, que é levemente adocicado. Como Deise disse, “sabe beijo de anjo? Imagino que seja assim”.

Academia da Cachaça

 

Academia da Cachaça

Degustamos também a cachaça São Miguel, com madeira envelhecida. No Rio, a chamamos de cerejeira; em Minas, umburana e no Nordeste, amburana. Feita em Quissamã, a cachaça deixa um toque quente e leve de canela na boca. E por ultimo, mas não menos importante, a Weber Haus – reserva especial, com uma garrafa super moderna. Já foi premiada várias vezes no Concours Mondial de Bruxelles e sua origem é do Rio Grande do Sul. Em sua composição, o carvalho e o bálsamo foram as madeiras utilizadas e seu aroma lembra folhas secas e especiarias. Ah, e para harmonizar, um delicioso docinho de canela.

Academia da Cachaça

Academia da Cachaça

Como a noite foi sobre cachaça, a sobremesa não podia ser diferente: pingadeiro! Um brigadeiro em copinho com cachaça, uma delícia que eu comeria todos os dias. Antes de ir embora, recebi mimos da Academia, como a nova carta de cachaças, com todas as explicações (amei!) e um chinelo da casa super fofo. Quem gosta de apreciar uma boa cachaça, não pode deixar de conferir a nova carta. Parabéns à Academia!

Academia da Cachaça

Por Duda Vétere

Fotos: Duda Vétere e Divulgação

Maio de 2015.

Leia mais:

Quadrifoglio, um clássico no Jardim Botânico

Puro, o novo restaurante do chef Pedro Siqueira

Epifania Oriental Contemporâneo no Leme

Massas artesanais Bendita

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.