Ter a oportunidade de conhecer o Festival Ver-o-Peso, em Belém é dar um mergulho não somente na cozinha paraense, mas também oferecer novas experiências culturais para a sua vida. Estou falando do maior festival gastronômico do Norte do Brasil, o Ver-o-Peso que traz todo ano chefs de diferentes nacionalidades para Belém e tem uma programação intensa inspirada nas principais regiões do estado, que este ano foi a Ilha de Marajó.

festival ver o peso belém 2

Para quem não sabe, a ilha é localizada há três horas de barco saindo de Belém, é a maior ilha fluviomarinha do mundo, banhada pelo Oceano Atlântico e pelos rios Amazonas e Tocantins. Ponto turístico no Brasil, a Ilha de Marajó é conhecida por seus igarapés e pelos rebanhos de búfalos.

belem 11

Super vale a pena ficar de olho nas dicas do circuito gastronômico que o evento indica, como o charmoso restaurante local Saldosa Maloca situado numa palafita na Ilha do Cambú, bem no meio do Rio Guamá, onde você pode se deliciar com as regalias da região e, ainda, passear num parque reflorestado com direito até a uma chuverada em um dia quente, bem típico de Belém. A travessia tem que ser de barco até o restaurante e a viagem dura uns quinze minutos. Pouco regional, mas bastante conhecido, outra dica é o restaurante Famiglia Sicilia: aconchegante e preserva os encontros de famílias tradicionais da região. A massa é caseira e os vinhos são bem selecionados.

dicas belem

Os amantes de chocolate podem anotar essa preciosa dica: visitar a Dona Nena, produtora de chocolate, que também fica numa palafita situada no rio Guamá. Não se esqueça de passar na vendinha, que é maravilhosa e compre os brigadeiros crocantes, brigadeiros de colher, cacau em pó e o licor de chocolate da casa. Imperdível! Aproveite que já está lá e peça a Dona Nena para mostrar a sua plantação de cacau. Experiência única!

1

belem 6

A trip não fica somente por conta da gastronomia, entre uma degustação e outra, a dica é fazer uma caminhada no parque da região, Mangal das Garças, ver o borboletário, o orquidário e conhecer de perto o projeto Awaetê do Xingu, que tem como meta principal inserir no mercado o artesanato do povo Asurini. As peças do projeto ficam em exposição e venda no Armazém do Tempo, amplo espaço situado no início do Mangal das Garças.

belem 9

belem 10

Outra sugestão para os apreciadores da natureza são os tours ecológicos feitos de barco pela região como o passeio pelos furos do Rio Guamá, Acará ou Moju ou ver o amanhecer na Ilha dos Papagaios assistindo a revoada dos pássaros. Inesquecível!

belem 7

Belém apresenta sensações místicas e medicinais vindas da cultura do povo africano e indígena. Você sente isso principalmente quando visita o mercado Ver-O-Peso. Comidas típicas como a pimenta, o tucupi, farinhas variadas, o tradicional macacá, priprioca, açaí se misturam com a cultura das erveiras que vendem ervas especias para todo o tipo de aspirações como “busca do amor”, “dinheiro” e até “dor de corno”. As misturas de ervas podem ser encontradas tanto em folhas como em vidros com porções já feitas por elas mesmas. Para quem quiser se aprofundar, a dica é fazer uma visita ao Santuário Místico, que tem uma variedade incrível de artigos místicos e religiosos de Belém.

festival ver o peso belém

mercado ver o peso

Para uma pequena pausa, que tal saborear a famosa “Unha”, cozinha de siri servida quentinha na Tia Maria, pioneira na criação de doces e da torta Nega Maluca de Belém. Se quiser um programa mais completo, o Shopping Boulevard, reúne marcas e diversão para todas as idades como o Boteco Veropa ou o bonito espaço Estação das Docas que tem o famoso sorvete mais pedido de Belém, a sorveteria Cairu, com mais de 50 sabores de frutas regionais e o simpático restaurante Lá em Casa. Vale também sentar do lado de fora e admirar a vista do pôr-do-sol através do rio Guamá.

2

4

belem 5

festival ver o peso belem 3

Na Estação das Docas, acontece o fechamento do Festival Ver-O-Peso com o tradicional jantar das boieiras, cozinheiras do mercado que dá nome ao evento, que cozinham junto com chefs convidados. Este ano, alguns nomes internacionais estiveram lá como, de Portugal o chef Hugo Nascimento (Tasca da Esquina); do Peru, Pedro Schiaffino (Malabar), e de Buenos Aires, Mariana Sebess (Escola Mausi Sebess). Além de Alex Atala ao lado de Ivan Achcar (Alma Cozinha, SP), Renata Cruz (Amici Buffet -SP), Flávio Miyamura ( Miya – SP), Monica Rangel (Gosto com Gosto – RJ), Paulo Machado ( Instituto Paulo Machado) e Neka Barreto (SP) entre outros chefs.

belem 4

O festival Ver-O-Peso tem a bonita missão de valorizar a região e os ingredientes da Amazônia, além de movimentar turisticamente a cidade de Belém. Criado em 2000, hoje é o maior e mais antigo evento gastronômico da Amazônia brasileira, realizado pelo Instituto Paulo Martins, órgão criado em homenagem ao falecido chef Paulo Martins que idealizou o projeto. Para quiser saber mais vale visitar o site.

Texto e fotos por Helen Pomposelli

Junho de 2015.

Leia mais:

Inhotim, museu a céu aberto

Hotel Costa Verde Tabatinga no litoral de São Paulo

Casas Brancas – luxo e conforto em Búzios

Hotel Courtyard by Marriott em Recife

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.