Os primeiros imigrantes árabes chegaram ao Brasil no final do século 19 e início do século 20. A maioria deles vindos do Líbano e Síria, e principalmente indo para São Paulo. Grande parte se dedicou ao comércio, portanto, o Dia da Comunidade Árabe no Brasil é comemorado no dia 25 de março. Afinal, foi na rua de mesmo nome, na capital paulista, que os árabes abriram as suas primeiras lojas.

Para entender mais dessa cultura e gastronomia tão ricas e sedutoras, conversamos com alguns descendentes de árabes que moram nas cidades, como donos de restaurantes tradicionais e chefs de cozinha. Nada mais justo do que essa data ser comemorada com toda pompa e circunstância!

+Reserve aqui seu hotel pelo melhor preço.

Comunidade Árabe no Brasil

De acordo com uma pesquisa feita pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira em 2020, 6% da população brasileira é formada por árabes e descendentes. Ou seja, dados concluíram que 11,61 milhões de árabes e descendentes vivem no Brasil. Dentre os 22 países árabes, estão presentes 12 nacionalidades como, por exemplo, libaneses, sírios, marroquinos e sauditas. Além disso, segundo a pesquisa, 39% dos árabes residem na região Sudeste!

Vai viajar para o exterior?

Contrate aqui seu seguro viagem, testado e aprovado por nós!

Saiba Mais

Para o chef libanês Nicolas Habre, que comanda o Basha, em Copacabana, esta é uma data muito importante, pois o Brasil o acolheu. “É nossa segunda pátria. É quem nos deu abrigo quando precisamos e a celebração mostra que realmente somos bem-vindos e queridos aqui”, diz o chef, que chegou em São Paulo em 1983. Dois anos depois, veio pra o Rio. Em 2017, abriu o Basha. “O restaurante surgiu para levar um pouco da cultura e gastronomia libanesa pra os cariocas. As sextas temos dança do ventre ao vivo, mais um exemplo da nossa cultura”, conta Nicolas.

Aliás, nesta sexta-feira, dia 25, o restaurante vai comemorar a data com dança do ventre, gastronomia e muita cultura!

Já para Ingrid Baouchi, sócia proprietária do restaurante Amir, esta é uma data relevante, tendo em vista que é um dia marcante para os imigrantes árabes. “Sou filha de libaneses, meus pais chegaram no Brasil em 1950. Sempre gostei da culinária, e tive meu primeiro restaurante árabe em 1985, em Ipanema”, conta Ingrid.

O Amir, em Copacabana, certamente é um dos árabes mais tradicionais da cidade. Aberto em 1997, começou como uma delicatessen, a Canadian Shop. “A paixão pela comida árabe e pela cultura do Líbano falou mais alto. Aos poucos, mesinhas iam ganhando espaços, com pratos do dia árabes. Portanto, em 2002, o nome da deli passou a ser Amir, com cardápio maior e muitas delícias árabes”, explica Ingrid.

O Amir oferece pratos, pastas e pães da casa, salgados e doces árabes clássicos, além de receitas diferentes, como o falafel recheado com coalhada seca ou homus. Além disso, durante a semana, por exemplo, tem menu executivo com opções a partir de R$25!

Sírios e Libaneses

O ator e roteirista Antonio Tabet é descendente de árabes vindo do Líbano, da parte de seu pai. “Meu avô paterno veio do Líbano, imagino que por volta de 1920. Quando pequeno, ia a um restaurante tradicional no Centro do Rio, chamado Cedro do Líbano”, conta.

Tabet

Enquanto isso, a família de Joseph Samir Amis, sócio proprietário do Empório Samir Amis, em São Paulo, é que da Síria. “Meu pai chegou em 1988, e dez anos depois, ele voltou pra Siria, conheceu minha mãe, casou e trouxe ela pra cá. Antes de abrir o Empório, em 2006, ele teve uma fábrica de pães árabes e de esfihas, nos anos 90. De fato, é muito bom você poder comemorar um dia da sua própria cultura. O Brasil recebeu o povo árabe de braços abertos”, diz Joseph.

Joseph Samir Amis

Certamente é uma data que merece ser comemorada à altura!

Por Renata Araújo e Duda Vetere. Março de 2022.

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com OMEUCHIP e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a Seguro ilimitado e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.