download-10

Por Nathaly Ducoulombier

O convite era irresistível! Um almoço degustação de azeites no restaurante Irajá, em Botafogo, com menu criado pelo chef Pedro de Artagão, sócio do restaurante. E os pratos seriam elaborados com azeites chilenos premiados, que acabaram de chegar ao Brasil.

A simpática fachada do Irajá

Quem é do Rio sabe o que significa andar por Botafogo num dia de semana e justamente na hora do almoço: agitação total. Mas não no número 109 da rua Conde de Irajá. O belo casarão, reformado para abrigar o restaurante, tem um charme especial. O nome não aparece na fachada, mas é olhar e ter vontade de entrar.

Convite do almoço/desgustação

Os azeites são produzidos no Chile, mais precisamente no Vale de Colchagua, pela empresa Olisur. O Vale fica bem perto de Santiago, são cerca de 200 quilômetros de distância. E o clima é perfeito para o cultivo:  verão seco, com pouca chuva e inverno não tão rigoroso. O cuidado é extremo: depois da colheita, o azeite é extraído em menos de 2 horas. Assim a qualidade é mantida e o resultado é um azeite leve e bem fresco.

Azeites desgustados

Azeite chileno Santiago Premium

Hora de conhecer os tão famosos azeites: de entrada, um veloutè ( molho da culinária francesa) de tomates, bacalhau e favas verdes. Provamos o Santiago Premium, um azeite de oliva extra virgem mais encorpado e um pouquinho picante. O nível de acidez é menor que 0,2%. O azeite combina muito bem com carnes brancas, peixes e vegetais. Mas provei puro também, para sentir bem o gosto. E com um pãozinho, antes da refeição? Uma delícia!

Entradinha recheada de azeite

Como prato principal, o chef Pedro de Artagão criou um royale de rabada, agrião e gnocchi. Nunca tinha me animado a provar rabada, foi a primeira vez. E não é que eu gostei muito?

Rabada com agrião e nhoque

O azeite que usamos foi o “O-LIVE & CO“,  ideal para se usar no dia-a- dia e que combina com uma grande variedade de pratos. No royale de rabada o azeite deu um toque a mais, um gostinho suave de amêndoas.

Sobremesa com azeite

E como seria a sobremesa? Huuum, chocolate! Uma mousse mais consistente, com farofa doce, folhas de hortelã  e azeite. Novamente o  Santiago Premium, foi uma combinação surpreendente!

Plantação de oliveiras no Chile

O brasileiro cada vez mais descobre o sabor e os benefícios de um bom azeite . Esse é um mercado em expansão e Carlos Alexandre Silva, diretor de operações da Olisur no Brasil diz que  a meta é que no Rio de Janeiro sejam vendidos cerca de 700 mil litros de azeite em 2013: ” A expectativa é de fechar o ano com pelo menos 3 ou 4 mil compradores no Estado”

Meu kit de azeites

Tarde agradável, almoço delicioso e azeites que valem muito a pena! Ganhamos os dois tipos para experimentar em casa, adorei meu kit e até já abri um deles.

Fotos: Nathaly Ducoulombier e divulgação

Leia também:

Novas pizzas na Stravaganza
AK: um restaurante com cara de NY em SP
Shigueru: um verdadeiro restaurante japonês em SP
Degustação de rosés no Vieira Souto
Aprazível: ótima comida com visual incrível
Os melhores macarons de Paris, agora no Rio
La Fiduccia: um restaurante de luxo em Copacabana
Onde tomar café da manhã no primeiro dia do ano 
Novo quiosque de brigadeiro no Leblon 
Ceia de Natal fora de casa
00 Bistrô, um ótimo restaurante em Ipanema
Rio Restaurant Week: semana da gastronomia
Menus de primavera para todos os gostos, no Rio
 
Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.