O que fazer em Santo Domingo, capital da República Dominicana

O Turismo da República Dominicana nos convidou para explorar a ilha além de Punta Cana! Já falei em outro post sobre Puerto Plata e, agora, vou contar tudo sobre Santo Domingo, a capital da República Dominicana e uma das cidades mais antigas do Caribe. Além disso, seu Centro Histórico foi declarado Patrimônio Mundial da Humanidade em 1990. Ou seja, um lugar com muita cultura e história! Portanto, vale a pena incluir este destino no seu roteiro:

+Reserve aqui o seu hotel na Republica Dominicana pelo melhor preço

O que fazer em Santo Domingo

A capital da República Dominicana é considerada a primeira cidade fundada pelos colonizadores espanhóis nas Américas, então certamente a sua maior atração é a Zona Colonial, que é uma verdadeira aula de história. Mas, além de seus belos prédios e monumentos preservados, Santo Domingo também tem muita natureza! Vamos, então, à nossa lista:

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

  • Parque Nacional Los Tres Ojos

Certamente um dos programas imperdíveis em Santo Domingo é conhecer este parque nacional! A 20 minutos da Zona Colonial, este belíssimo parque abriga uma caverna com quatro lagos de água doce, azul e transparente. São eles Azufre, La Nevera e Las Damas, e o quarto é acessível somente por uma pequena barcaça de madeira puxada manualmente. Mas, prepare as pernas! São mais de 1.000 degraus de descida, e depois subida. Ah, e infelizmente não é possível mergulhar nos cenotes, por conta da sua preservação nacional. Dica You Must Go: vá de manhã, que é quando a luz do sol bate nos lagos.

+Top 5 passeios em Punta Cana
+Passeio para a Ilha Saona, em Punta Cana

O lago acessível somente de barco

Olha a cor da água, que linda!

  • Boca Chica

Esta é a praia mais perto de Santo Domingo, que fica a 30 minutos de carro. Um paraíso de mar caribenho azul turquesa, frequentado por moradores, com uma grande faixa de areia e vários beach clubs.

  • Zona Colonial

Este é o coração de Santo Domingo! A Zona Colonial tem como ponto de partida o Parque Colón, a praça principal, onde há uma homenagem a Cristóvão Colombo, que descobriu a América ao desembarcar nessa região. Ali em frente, fica a Catedral de Santo Domingo, a Basilica Catedral de Santa María la Menor, considerada a primeira Igreja do Novo Mundo, construída entre 1521 e 1541.

Parque Colón

A frente da Catedral

Outro ponto interessante é o Panteón de La Patria, que fica na Calle Las Damas, antiga igreja jesuíta do século 18 e que virou mausoléu nacional em 1956. Atualmente, abriga os restos de heróis dominicanos como, por exemplo, Gregorio Luperón e María Trinidad Sánchez. A entrada é gratuita. Logo em frente, o Museu de Las Casas Reales, usado como Corte Real do governador espanhol no século 16.

O Panteón

Caminhando pela Calle Las Damas, chegamos na Plaza de España, bem ampla e aberta, cercada de restaurantes e bares. Além disso, é lá também que fica o palácio Alcázar de Diego Colón, uma construção de estilo gótico e renascentista, onde hoje funciona um museu. Aproveite para ver a vista do rio Ozama e o porto com seus navios!

Plaza de España

A Calle El Conde é uma das principais ruas comerciais da Zona Colonial, fechada para carros, com muitas lojinhas típicas, artistas de rua, cafés, bares e restaurantes.

De Trikker

Certamente a melhor maneira de conhecer a Zona Colonial é à pé, mas quem quiser explorar de uma maneira diferente (e divertida!), pode fazer o tour de trikker! Calma, eu explico. Trikker é uma mistura de triciclo e bicicleta motorizado, e você vai percorrendo os pontos históricos de Santo Domingo nele. Tudo com um guia, claro, e capacete. Além disso, cada pessoa vai com o seu fone de ouvido, que permite escutar todas as explicações do guia. Um passeio divertido para toda a família!

Passeio de trikker pelas ruas

De trikker, passamos pela Calle Hostos, onde ficam as ruínas do primeiro hospital das Américas, o Hospital San Nicolás de Bari. Lembrando que a idade mínima para esta atividade é de 12 anos.

As ruínas

  • Malecón de Santo Domingo

Malecón é como eles chamam o calçadão! Apesar de não ter praia, vale a pena dar uma caminhada por lá para conhecer a orla de Santo Domingo e admirar o mar caribenho. Aliás, ela foi revitalizada há pouco tempo, então está novinha! Dica You Must Go: aproveite os balanços que ficam espalhados pela orla para relaxar e claro, tirar lindas fotos.

A ponta do Malecón

Onde comer

  • Buche Perico

Perto da praça principal, este é um dos melhores restaurantes de Santo Domingo! Em um casarão, assim que entramos há um ambiente interno, o bar, e logo atrás um super pátio interno, bem espaçoso, com muitas plantas e luzinhas. No cardápio, releituras da cozinha tradicional dominicana, além de alguns pratos internacionais. Os drinques também são bem interessantes!

Comida deliciosa

  • Jalao

Em plena Praça Colón, este é um restaurante típico dominicano, que conta com shows à noite. O ambiente é espaçoso, com dois andares, e a varanda bem agradável. Certamente, no cardápio encontramos pratos clássicos da República Dominicana, além de massas, carnes e peixes.

Onde ficar

Super bem localizado na Zona Colonial, em plena Calle Las Damas, este hotel também é histórico! De 1502, ele foi residência do então governador espanhol de Santo Domingo, Nicolas de Ovando. São 92 quartos e 4 suítes em estilo colonial, com vigas de madeira e muitos arcos. Além do restaurante, há também uma agradável piscina, academia, e o bar.

O quarto

Área da piscina

Como chegar

Você pode ir para Santo Domingo fazendo escala no Panamá, Lima ou Bogotá, ou direto de Punta Cana, que fica a 190 km, ou seja, 2h30 de carro.

A jornalista viajou a convite do Turismo da República Dominicana, conectada com o chip da Easysim4u e assegurada pela GTA.

Texto e fotos por Duda Vétere. Novembro 2019.

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.
Compartilhe
Publicado por
Duda Vetere

Posts recentes

Rio Montreux Jazz Festival – versão online e gratuita

O Rio Montreux Jazz Festival acontecerá neste fim de semana mas em formato online e…

23 horas atrás

Maior evento online de vinhos portugueses no Brasil

Vinhos de Portugal 2020 acontecerá de forma 100% virtual. Veja os detalhes do evento!

2 dias atrás

Único hotel do Brasil com Safari: Portobello Resort

Que tal conhecer o único hotel do Brasil com safari? O Portobello Resort é um…

3 dias atrás

Como é fazer uma trilha na Floresta da Tijuca

A trilha na Floresta da Tijuca é um passeio de imersão na natureza que vale…

4 dias atrás

Bühler: hotel charmoso em Visconde de Mauá

Bühler é um hotel charmoso em Visconde de Mauá. Neste post, você vai descobrir tudo…

5 dias atrás

Dia Mundial do Pão: veja onde comemorar

Dia Mundial do Pão. Este alimento que está sempre presente na nossa mesa e nós…

6 dias atrás