O café certamente é uma das paixões nacionais! Afinal, o Brasil é o maior produtor e o segundo maior consumidor de café do mundo. E a bebida faz parte da nossa história! Portanto, o Dia Nacional do Café, comemorado hoje, 24 de maio, celebra este amor. Pode ser de manhã, depois do almoço, no fim do dia… quente, frio, expresso, com leite, curto, com alcóol… ou seja, para todos os gostos! Portanto, conversamos com quem entende do assunto e é tão apaixonado pela bebida quanto a gente.

+Onde comprar máscaras de tecido no Rio

Dia Nacional do Café

O café chegou ao norte do Brasil, mais precisamente em Belém, em 1727, trazido da Guiana Francesa. Mas, foi durante o século XIX e o início do século XX, que o café se tornou o principal produto de exportação da economia brasileira. Em sua trajetória pelo Brasil, o café passou pelo Maranhão, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Minas Gerais. A cultura do café ocupou vales e montanhas, possibilitou o surgimento de cidades e a dinamização de importantes centros urbanos. Portanto, não há dúvidas de que o café é parte importantíssima da história do nosso país!

+5 segredos sobre o azeite

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

Café é história!

Para Leo Carvalho, barista do Lilia Café, no CCBB, nós, como brasileiros, precisamos valorizar esta bebida, já que ela faz parte da nossa história! “O café é uma conexão do campo com a cidade através da xícara. Por trás daquela bebida, está o trabalho de muita gente”, diz Leo. Aliás, falando em história, a do Léo é intrigante. Sua relação com o café começou 16 anos atrás, quando ele fez o curso Casa do Barista, voltado para jovens de baixa renda que o SENAC oferecia.

Leo Carvalho

Já para Carmen Ururahy, uma das sócias do Mini Joe, cafeteria em Copacabana, o café marca o início do dia. “Ele me dá a energia que eu preciso, que é necessária para o meu trabalho. É o meu momento sagrado, minha forma de ”dar um tempinho”. Aliás, também acho que o café tem tudo a ver com o nosso estado de espírito e nossa personalidade”, diz Carmen.

Para Eduardo Araújo, chef e proprietário do Quartinho e do Café 18 do Forte, “o café está tomando grandes proporções, certamente a crise atual vai dar uma pausada nisto, mas o café está indo no mesmo caminho do vinho”. No Café 18 do Forte e no Quartinho, a torrefação do café é própria. Além disso, há uma pessoa especializada que percorre o Sul de Minas e parte serrana do Espirito Santo, para buscar safras de cafés interessantes.

Delivery de cafés especiais – Dia Nacional do Café

O barista Leo Gonçalves, dono do Café ao Léu, eleito o melhor café do Rio pela Veja Rio 2019, é quem entrega pessoalmente os cafés no delivery da loja, em Copacabana, que atualmente está fechada. “Somos uma microtorrefação de cafés especiais. As pessoas pedem pelo whatsapp, escolhem se será em grãos ou moídos e entregamos na casa dela. Levamos para o carioca o que há de melhor no café brasileiro”, conta Leo.

Leo Gonçalves

Os pacotes, de 250g, são de pequenos produtores brasileiros, como, por exemplo, o Fazenda Recanto Machado, do Sul de Minas, e o Fazenda Mamedio, de Porciúncula, interior do Rio. No cardápio, há todos os detalhes do produtor, a altitude que se encontram, o processo do café e a variedade. Os pedidos podem ser feitos pelo whatsapp (21) 99886-9833.

Enquanto isso, no Mini Joe, há vários tipos de café, cada um com um sabor e notas diferentes. Ou seja, é possível ter várias experiências com grãos e métodos. Entre os expressos, por exemplo, há o Afogatto, com espresso + sorvete de creme + chantilly, o Duplo Chantilly, espresso duplo marcado com espuma de leite, e o Machiatto, espresso marcado com espuma de leite. É possível pedir pelo Ifood, Rappi, WhatsApp e Goomer.

+5 restaurantes que  já foram cenários de filmes 

Receitas com Café para você fazer em casa

Hotel Botanique

dia nacional do café

Expresso Martini

O Hotel Botanique, em Campos do Jordão, desenvolve seu próprio blend. Na carta de drinques, certamente não poderia faltar uma homenagem a bebida, com o Expresso Martini. Confira a receita:

Ingredientes: 

50 ml de Vodka;
20 ml de licor de café;
30 ml de café expresso;
10 ml de xarope de açucar;

Usar taça martini de 50 ml

Modo de preparar:

Adicionar todos os ingredientes na coqueteleira e bater vigorosamente com gelo. Isso é importante para formar a espuma cremosa.

Lilia Café

Já Leo Carvalho, do Lilia Café, sugere o Affogatino.

Ingredientes:

1 bola pequena de sorvete de creme ou de sua preferência;
50 ml de café espresso ou filtrado mais intenso;
Canela em pó;
Canela em pau;

Montagem:

Na taça, adicione o sorvete e coloque um pau de canela. Por cima, despeje o café bem quente. Em seguida decore com cacau em pó e calda de chocolate.

Por Duda Vétere. Maio 2020.

Fotos: Roma Miranda, Divulgação.

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.