Mais um 12 de junho está chegando. E, às vezes, reinventar ou propor algo de diferente para a data não é uma tarefa fácil. Conseguir firmar um namoro, então, é mais complicado ainda. De um jeito ou de outro, todo relacionamento precisa de surpresas ou de pelo menos uma quebra na rotina, para sair do caminho da mesmice e evoluir (ou não). Principalmente em tempos de pandemia. Por isso, Guilherme Scarpa traz na coluna You Must See! desta semana 10 filmes para apimentar o Dia dos Namorados. Assim, a seleção é romântica, safadinha e extremamente passional, não poderia ser diferente. Portanto, promete agradar a todos os gêneros e estilos. Confira! Com certeza você vai se encontrar por aqui, “porque toda maneira de amor vale a pena”. Aproveite para ler também: 10 hotéis românticos no Rio e arredores.

Uma seleção de 10 filmes apimentados para o Dia dos Namorados

Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Netflix)
Kate Winslet e Jim Carrey dão vida ao casal apaixonado que tenta se deletar um da vida do outro na trama dirigida por Michel Gondry. Portanto, a paixão é forte, o filme é lindo, e nos remete àqueles amores que deixam marcas. Oi, sumido(a)!

Kate Winslet e Jim Carrey são um casal no filme



Love (Telecine)
Em flashbacks picantes, um homem relembra momentos que teve com a ex, ao descobrir que ela está desaparecida. Então, isso mexe com sua relação com a mulher atual e o filho. Direção de Gaspar Noé. Será o caso de um revival?

A Febre do Rato (Netflix)
O belíssimo e intenso filme de Cláudio Assis, todo em preto-e-branco, narra o encontro de um poeta anarquista (Irandhir Santos) que se apaixona pela bela Eneida (Nanda Costa). Assim, fala dos amores platônicos que são eternos. É o seu caso?

Swing: Em Busca do Prazer (Globoplay)
Para os adeptos do poliamor, um prato cheio. Assim, o longa de Colin Kennedy narra a história de um casal que vive problemas no relacionamento. Na tentativa de apimentar a relação, eles descobrem uma alternativa: encontrar outros parceiros no sexo.

Amor LGBTQI+

Azul É A Cor Mais Quente (Telecine)
A descoberta da sexualidade e a forma com a qual lidar com ela no início da vida adulta são temas do filme de Abdellatif Kechiche. Então, a partir da paixão de Adèle (Adèle Exarchopoulos) por uma menina de cabelo azul (Léa Seydoux), a trama apresenta os altos e baixos de uma relação visceral. Filme vencedor da Palma de Ouro em Cannes. Para quem é intensa(o). 

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

“Azul É A Cor Mais Quente”: Palma de Ouro em Cannes
10 filmes para apimentar o Dia dos Namorados

Me Chame Pelo Seu Nome (Netflix)
Tendo como pano de fundo o interior da Itália, o filme de Luca Guadagnino traz belas paisagens e a história de amor entre um adolescente (Timothée Chalamet) e um acadêmico (Armie Hammer). Assim, durante as férias com a família, o rapaz se encanta pelo amigo dos pais e eles vivem “secretamente” essa história indicada a 4 Oscar. Tipo amor de carnaval. 

Um Estranho no Lago (Telecine)
Com cenas de sexo bastante ousadas, o longa narra os encontros que sucedem numa área de nudismo gay na França. Lá, transas e mistérios dão conta da narrativa do longa de Alain Guiraudie. Certamente, para os que querem diversão e pouco comprometimento. 

Os clássicos

Dona Flor e Seus Dois Maridos (Globoplay) 
No clássico da obra de Jorge Amado, Flor (Sonia Braga) se casa com o malandro Vadinho (José Wilker), que acaba morrendo. No entanto, logo após esse episódio, ela se casa outra vez, agora com um homem bem mais velho (Mauro Mendonça). Então, passa a ser assombrada pelo fantasma do falecido e a levar o que a gente chama de “vida dupla”. 

O clássico “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, de 1976

Instinto Selvagem (Netflix)
Amor bandido que chama? Quem nunca? Além da cruzada de pernas histórica de Sharon Stone, há muita eletricidade e volúpia na relação da escritora Catharine Trammel e o detetive vivido por Michael Douglas. Sem falar no picador de gelo.

O Espelho Tem Duas Faces (Netflix)
Barbra Streisand dirige o longa indicado ao Oscar em 1997. Nele, ela também interpreta uma professora universitária desajeitada na faixa dos 50. Então, solitária, a personagem desenvolve uma relação de altos e baixos por outro professor (Jeff Bridges), por quem se apaixona. Aquela prova de que o amor pode dar certo, se você tentar (e for maduro). Sem dúvida, um brinde aos românticos incorrigíveis! Feliz Dia dos Namorados!

Barbra Streisand e Jeff Bridges: a busca pelo happy end

Por Guilherme Scarpa. Junho de 2021.


4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.