lasai2

Por Bárbara Ariston

Desde a abertura do restaurante Lasai, de alta gastronomia, no Rio, na Rua Conde de Irajá, há cerca de três meses, que eu vinha ensaiando uma ida ao local. A estreia do chef Rafa Costa e Silva, que trabalhou no badalado Mugaritz, na Espanha, foi comentadíssima e conseguir uma mesa na casa passou a ser uma difícil missão. Finalmente chegou o dia da minha reserva, em plena Copa do Mundo. (Alguns dias depois, foi noticiada a visita ao restaurante do renomado chef espanhol Ferran Adriá, que esteve na cidade para acompanhar a final do mundial.)

Restaurante Lasai e o chef Rafa Costa e Silva

Fiquei encantada com o bom gosto e a beleza do ambiente e muito bem  impressionada com a qualidade do atendimento. Pessoal afiadíssimo, do tipo que dobra o guardanapo sobre a mesa quando o cliente se levanta para ir ao banheiro, mas sem aquele ar de superioridade de restaurantes mais formais. Eficiente e amigável. Tranquilo… (que, aliás, é o significado do termo basco que dá nome ao restaurante).

Restaurante Lasai Rio de Janeiro

Somos, então, apresentados ao cardápio. São duas opções:  “Festival” ou  “Não me conte histórias…” Segundo a explicação no menu, a primeira é a experiência em que o chef apresenta seus produtores. O Lasai trabalha com pequenos fornecedores, além de suas próprias produções, em hortas no Itanhangá e no Vale das Videiras, em Araras. Tudo orgânico e biodinâmico, como nos explicaria o próprio Rafa um pouco depois. Quem opta pelo Festival, degusta de 13 a 15 pratos (em pequenas porções), mas sem direito a escolha. A seleção cabe ao chef, nos restando o direito de fazer alguma restrição prévia. Na segunda opção, são sete cursos, sendo quatro pequenas entradas para comer com as mãos, dois pratos e sobremesa. 

Cardápio Restaurante Lasai Rio de Janeiro

Chegamos a uma conclusão. Resolvemos não arriscar e pedimos o menu mais enxuto. Para acompanhar, seguimos a sugestão do sommelier do menu harmonizado. As pequenas entradas dão o tom do que viria mais tarde. Pratos simples, elegantes, com poucos ingredientes e deliciosos: aipim com queijo de ovelha, tempura de folhas de espinafre e cebolinha com molho cítrico, crocante de banana com atum e gengibre (meu preferido!) e tapioca de rabada. Para beber, um vinho rosé da provence muito leve e saboroso.

Entradas Restaurante Lasai Rio de Janeiro

Em seguida, nossas primeiras escolhas. Para mim, vieiras com caldo de tutano, batata e feijão. Sou fã de vieiras e posso dizer que estas foram provavelmente as melhores que já experimentei. Meu marido optou pela gema de ovo caipira com creme de inhame, leite de coco e crocante de jamón. Incrível combinação de sabores! O sommelier, nesta etapa, nos apresenta bebidas diferentes. Para mim, um Chablis, e para ele, um Vermentino.

Pratos Restaurante Lasai Rio de Janeiro

A próxima etapa não demora a chegar. Escolhi um filé de atum com cenourinhas e purê de batata e milho, perfeitamente harmonizado com um vinho tinto leve do Vale do Loire. Para ele, filé wagyu com batata doce acompanhado de um Priorato espanhol. Nesse momento começamos a nos arrepender de não termos optado pela sequência mais longa.

Pratos Restaurante Lasai Rio de Janeiro

Tudo é tão perfeito que queríamos experimentar mais. Como se pudesse ler nossos pensamentos, a jovem que nos atendia, oferece uma degustação de queijos artesanais brasileiros antes da sobremesa. Claro que aceitamos! São dois queijos de minas e um tipo serra da estrela do Vale das Videiras, dispostos lindamente com docinhos de banana e laranja. Que alegria! Recebo, então, uma bela taça de Moscato da Sicília e meu marido, um drink especialíssimo: Madeira Tonic. O barman, aliás, nos explica que prepara bebidas clássicas, mas também segue o estilo inventivo da casa e gosta de criar coquetéis diferentes com ingredientes variados de acordo com o gosto do cliente.

Queijos Restaurante Lasai Rio de Janeiro

As bebidas nos acompanham até o grand finale… Como se nada mais pudesse melhorar, chegam as escolhidas: para mim, bolo de fubá com queijo, levíssimo, com sorvete de iogurte, macadâmia crocante e goiabada. Só de lembrar, fico com água na boca. Para ele, maçã assada em calda de laranja com sorvete de canela e biscoitinhos de canela. A mistura de texturas, temperaturas e sabores é sensacional e dá vontade de pedir mais um pouquinho. Mas a noite vai chegando ao fim. O chef vem até nossa mesa e, gentil, nos pergunta se foi tudo bem. “Tudo excelente!” Avisamos que voltaremos em breve e ele nos explica que de uma próxima vez, certamente, vamos experimentar novos pratos, já que a carta muda com frequência. “Como dependemos dos fornecedores e só trabalhamos com produtos frescos, a cada três dias alteramos 70% do cardápio”, diz Rafa. Então, está combinado… Nos aguarde para o Festival!

Sobremesas Restaurante Lasai Rio de Janeiro

Coincidentemente, dois dias depois, Renata Araújo, autora do blog,  foi conhecer o Lasai. Assim como eu,  ficou encantada com o ambiente do restaurante, projeto de Edu Novaes. Renata, que morou durante anos em Madri, sentiu-se como se estivesse na Espanha. “Achei um ambiente sofisticado, de extremo bom gosto. Adorei  o espaço entre as mesas e a ausência de música faz com que a gente  foque no que está comendo”, diz. Renata resolveu arriscar no menu às cegas e ficou muito bem impressionada. “As porções realmente vem em pouca quantidade, o que me fez sair satisfeita e leve ao mesmo tempo, apesar de ter comido 15 pratos! É tudo feito com tanta delicadeza e originalidade que até pratos que geralmente não pediria, como língua, gostei”. Renata lembra que o restaurante conta ainda com um terraço bem bacana onde é possível fazer eventos. “Rafa Costa e Silva é um chef que veio para ficar e vai impressionar comensais de qualquer nacionalidade”.

Terraço Restaurante Lasai Rio de Janeiro

Fotos: Renata Araújo e Bárbara Ariston

Leia também:

Paris Gastrô – requinte na Praia do Flamengo

Casa Momus – ótima opção de restaurante no Centro

Restô – um charme de restaurante em Ipanema

Bar D’Hotel – muito mais que um restaurante de hotel

Jantar harmonizado no Quadrucci

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.