san-andres-paseo-peatonal--830x474_830x474

Por Kelly Bizerra

Em uma já saudosa viagem de fevereiro, fui conhecer San Andrés, lindo destino no Caribe colombiano, que está agora sendo mais conhecido pelos brasileiros. Digo isso a respeito de nossos compatriotas porque vi muitos deles por lá, mas não ouço muita gente falando sobre esta ilha. Mas parece que isto será por pouco tempo, pois vale muito a pena conhecer. Mesmo não sendo tão badalado quando os outros “Saint” e “San” localizados na região do Caribe, certamente não perde em beleza para nenhum de seus outros vizinhos.

San Andrés, lindo destino no Caribe

sanandres2

 Falando um pouco sobre geografia, San Andrés possui 26 km² de território. Curiosamente, a ilha possui um formato de cavalo marinho no mapa e todo ele pode (e deve) ser explorado sem muita dificuldade. No local há uns carrinhos de golfe disponíveis para aluguel e o serviço dura o dia inteiro. Com um mapa na mão e muita disposição no corpo, dá para ir aos lugares mais distantes sem ter que ficar se deslocando a pé. E também não te deixa restrito à região de Sprat Bight, a praia mais famosa.  Só precisa levar sua carteira de motorista, dinheiro en effectivo (a maioria dos lugares não aceita cartão, só dinheiro em espécie mesmo) e um espelho. Um espelho? Sim, pois – não sei se por falta de sorte minha – meu carrinho não tinha retrovisor rs.     

San Andrés

ImageProxy (5)

ImageProxy (3)

 Já falei de geografia, agora vou citar fatos históricos. Sabe como surgiu o nome San Andrés? A lenda diz que o local foi descoberto em um dia 30 de novembro: dia de Santo André. A partir de 1629, a ilha foi ocupada por puritanos ingleses e antigos escravos africanos, levando sua cultura que é conservada até hoje pela população. A primeira parada de meu passeio foi a Casa Museo Isleña. Apesar de não constar nos mapas como sugestões de pontos turísticos, fui muito bem recebida pelos simpáticos funcionários da casa. O local possui reproduções do que seria uma casa de uma típica família de colonos ingleses do século XVIII.

Entrada do Museu

Entrada do Museu

Reprodução de uma sala no interior do Museu

Reprodução de uma sala no interior do Museu

San Andrés é conhecido por seu mar com vários tons de azul e a areia muito branquinha, tipicamente caribenha. O artesanato também é um ponto forte da ilha. Mesmo não tendo entrado em todos os lugares que pesquisei antes, concluí o passeio em aproximadamente 2h e 30 min, e percorri a ilha inteira.  Sem engarrafamento, sem estresse. Só apreciando a paisagem e aproveitando o momento. Esta é uma dica para fugir do que já é tão manjado em viagens: lugar badalado + compras.

ImageProxy (4)

Já que toquei no assunto de compras, San Andrés é famosa pelos baixos preços dos importados. Honestamente, não vi essa “pechincha” toda nos produtos que procurava. Mas isso é até positivo, pois podemos destinar o dinheiro conhecendo melhor o local e, assim, levar para casa mais lembranças e fotos, no lugar de mercadorias. 

Fotos: Divulgação e Kelly Bizerra

Leia mais:

O que fazer em Porto Rico

O que fazer em Cartagena das Índias

Uma das praias mais famosas de St Barth

Jumby Bay – Antígua

O que fazer em Cuba

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.