Estamos na Fase 5 de flexibilização no Rio de Janeiro e, aos poucos, os hotéis da cidade estão começando a reabrir. Aliás, você já leu aqui no YMG que os pontos turísticos estão funcionando, certamente com todas as medidas de segurança. Batemos um papo com Gustavo Filgueiras, CEO e sócio da rede de hotéis de luxo Emiliano, sobre as novidades do Emiliano Rio, que está com previsão de reabertura para 1º de Outubro, assim que a obra no rooftop for concluída. Saiba também quando abrem os hotéis perto do Rio e 5 restaurantes com varanda testados e aprovados.

??Reserve aqui seu hotel no Rio pelo melhor preço.

Novidades do Emiliano Rio

Entrevista com o CEO Gustavo Filgueiras

YMG: O que foi mais difícil nestes 5 meses fechados?

A pandemia nos forçou a fechar as portas no melhor momento do Emiliano Rio, desde a sua abertura. A equipe estava afiada e a ocupação dos últimos meses havia nos surpreendido. Estávamos muito otimistas para 2020. Portanto, foi um grande desafio ter que tomar decisões rápidas e relevantes ao meio de tantas incertezas. Logo nos primeiros dias era imprevisível entender o impacto da pandemia e qual seria a duração da mesma.

Além da esfera do negócio, havia uma grande preocupação em relação aos membros de nossa equipe, que buscavam por um norte quando nós mesmo tínhamos pouca clareza do que iria acontecer. A empresa teve muita transparência em relação a tudo que estava acontecendo e agilidade nas tomadas de decisões.

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

novidades do emiliano rio

Gustavo Filgueiras conta as novidades do Emiliano rio

YMG: O que vai mudar para o hóspede na prática, a partir de agora?

A gestão dos hotéis Emiliano é baseada em uma cultura forte e com bastante disciplina em nossos processos, sendo estes um dos principais fatores da nossa consistência. Logo  no início da pandemia contratamos a consultora do Dr. Esper Kallas, que nos proveu todo o suporte em como lidar com o COVID-19. O nosso serviço exclusivo e minucioso  ajudou a implantação dos nossos protocolos de higiene, oferecendo o máximo de segurança para nossos clientes e colaboradores.

Para os hóspedes, prestaremos a mesma experiência de sofisticação e acolhimento, porém com todos os cuidados que o distanciamento social nos impõe. Atualmente todos os visitantes já estão alinhados com esta nova realidade. Certamente estamos muito confiantes e seguros em relação à reabertura do Emiliano Rio, uma vez que continuamos operando o Emiliano São Paulo ao longo da quarentena.

YMG: Vai ter redução de ocupação?

No curto prazo estamos com bastante procura, principalmente de paulistas e cariocas que querem fugir da rotina do isolamento, porém com segurança. A demanda de clientes de lazer e internacional voltará de forma gradual e consistente. O cliente está mais cauteloso. Para viajar eles acabam ficando mais tempo no destino, com estadias mais longas e evitando viagens desnecessárias.

YMG: Você fez uma obra no Rooftop, como ele vai ficar? Será aberto para não hóspedes?

Sempre houve muita procura para jantar em nosso Rooftop e o nosso principal foco com a reforma é melhorar este espaço exclusivo para receber os cariocas. Trata-se de um espaço aberto, com a maravilhosa vista da Praia de Copacabana, no qual os visitantes poderão desfrutar o melhor da coquetelaria e gastronomia. Há poucos locais refinados com estas características na cidade.

Um exemplo parecido é o nosso Jantar da Lua Cheia, super concorrido. Uma experiência única que acontecia uma vez por mês, mas agora estará aberto para passantes, mediante reserva, todas as noites. O projeto é do arquiteto Arthur de Mattos Casas, mesmo arquiteto do Emiliano Rio, que apresenta um novo bar com banquetas e mais próximo da área da piscina, além de mesas com mais flexibilidade de layout para receber os nossos clientes.

Também teremos um lounge entre a área da piscina e mesas do restaurante onde clientes poderão desfrutar um drink com a vista deslumbrante de Copacabana.

Rooftop do Emiliano Rio antes da obra

YMG: Sabemos que será um Réveillon diferente mas já há planos para a data?

Vai ter Réveillon no Rio sim. Estamos aguardando as definições da prefeitura para poder apresentar oficialmente para o mercado como será a festa. Ainda é prematuro falar, mas já nos antecipamos e desenhamos diferentes possibilidades que poderão se adequar com o formato de evento que a prefeitura adotar.

Se nos basearmos no último ano, o Réveillon do Emiliano já espelha um pouco do que está sendo praticando nos dias de hoje. É uma festa pequena, exclusiva e ao ar livre, na qual a disposição é dividida em lounges privados para que os convidados celebrem a virada com a sua família e amigos próximos. A comemoração foi linda, com show da Mangueira, além da vista privilegiada dos Fogos de Copacabana.

YMG: E no restaurante Emile, alguma mudança?

Lançaremos um novo menu com a reabertura do Emile. O Chef Camilo Vanazzi estava recheado de novidades que seriam lançados bem no momento que eclodiu a pandemia, portanto toda esta nova gama de pratos serão lançados nesta re-implantação.

Emile

YMG: Sobre as programações especiais, shows e jantares da lua cheia, eles vão continuar?

Todas as experiências que fazem parte do portfólio do Emiliano Rio continuarão vigentes, mas retornarão ao mercado conforme for devidamente autorizado pelos órgãos legais e respeitando os mais rígidos protocolos de higiene e distanciamento social. Teremos tudo na hora certa e com segurança para clientes e colaboradores

YMG: Você tem lançado vários produtos, como lençóis e pijamas. Como tem sido a repercussão dessas novidades no Emiliano Rio?

Temos muita preocupação com o social e sustentabilidade, e isso já fazia parte da nossa agenda, a exemplo dos nossos Pijamas do Bem, que é uma ação contínua e não apenas durante esta crise, na qual lençóis fora de uso tornam-se pijamas que tem toda a renda revertida para o  Solar Meninos de Luz (já efetuamos 2 doações relevantes para a instituição). Mesmo as nossas bolsas de praia são feitas há partir do reaproveitamento de toalhas.

Com o início da pandemia aumentamos a nossa ênfase nos programas sociais. Fizemos diversas doações de alimentos (mais de 1,5 Ton para a Gastromotiva), doamos lençóis para hospitais de campanha de São Paulo e Rio, e também para serem utilizados na produção de máscaras (O Instituto Caça-Fome produziu mais de 15 mil máscaras).

Sempre cuidamos de nossos clientes e esta foi uma das nossas principais preocupações ao longo destes últimos meses: Como cuidar de nossos clientes. Criamos muitos conteúdos que puderam ser acessados pelos nossos hospedes e seguidores, permitindo desfrutar um pouco mais da Experiência do Emiliano em suas próprias casas. Fizemos vídeo de receitas, dicas de como arrumar a cama assim como as nossas camareiras (uma das assinaturas da marca), dicas de saúde, entre outras.

YMG: O hotel de SP foi um dos poucos que não fechou por ter residentes. Como foi essa operação durante a pandemia?

Buscamos por informação precisas para dar a maior segurança possível para os nossos colaboradores e clientes. Isso nos trouxe confiança em como lidar com as diferentes situações deste novo momento. Logo que anunciaram a pandemia no Brasil, contamos com a consultoria e experiência do Dr. Esper Kallas, um dos principais infectologistas brasileiros, para criarmos todos os nossos protocolos  de higiene e procedimentos do hotel. Muito antes de se tornarem obrigatórios pelo governo.

Também fomos intensos na comunicação com nossos colaboradores, relembrando semanalmente qual era o comportamento esperado e procedimentos a serem seguidos. A nossa disciplina e também o fluxo reduzido de clientes fez com que tudo corresse com muita tranquilidade nestes meses.

Novidades do Emiliano Rio

Emiliano São Paulo

YMG: Você abriu o hotel em um momento difícil não só para a cidade, como para você, pessoalmente. Como uma marca de excelência do turismo, como o Emiliano, faz para se transformar carioca?

Abrimos o Emiliano Rio em um momento difícil, tanto para a cidade como para mim, em função da  perda do meu pai, que deixou um grande legado. Possuímos uma cultura sólida, que foi reforçada pela nossa estrutura de treinamentos, permitindo assim implantarmos o nosso reconhecido serviço, porém adaptado a atmosfera da cidade e a personalidade do carioca. O principal cliente do Emiliano São Paulo, que tem 19 anos de operação, sempre foi o carioca. Portanto, muito deste DNA já fazia parte da marca.

O Emiliano São Paulo e o Emiliano Rio são como irmãos de um mesmo pai, mesmos valores, comprometidos com a excelência em serviço e o acolhimento de seus clientes, porém cada um tem a sua própria personalidade. O Emiliano São Paulo é como  um executivo que trabalha com a formalidade que a cidade de São Paulo impõe, enquanto o Emiliano Rio é um artista bem sucedido que mora na praia.

Elementos comuns podem ser percebidos em ambos hotéis, como as paredes verdes, as camas Emiliano, a exclusividade, o nosso serviço personalizado e com o acolhimento como o da própria casa do cliente.

Por Renata Aráujo. Agosto 2020.

Fotos: Divulgação

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.