19 de Junho é o Dia do Cinema Brasileiro, portanto, vamos celebrar a data na coluna You Must See desta semana! Reza a lenda que as primeiras imagens em movimento feitas no Brasil aconteceram neste dia em 1898. Aliás, elas foram registradas pelo ítalo-brasileiro Afonso Segreto. Ele estava a bordo de um navio e imortalizou a sua chegada à Baía da Guanabara, no Rio de Janeiro. Então, foi assim que a data ficou conhecida como o Dia do Cinema Brasileiro! Aproveite e veja também a série que representou o Brasil no Festival de Berlim.

Dia do Cinema Brasileiro

Nos últimos 123 anos, a indústria nacional se ergueu, atravessou diversos períodos e experimentou muitas linguagens e estilos. Felizmente, hoje em dia, nos canais de streaming, é possível matar a saudade ou assistir pela primeira vez a muitos clássicos. Aliás, em cópias restauradas. E também ver produções recentes, claro. Assim, elas representam a versatilidade e também a singularidade do nosso cinema. Por isso, fiz uma lista com alguns dos meus favoritos, 7 filmes brasileiros premiados que geram discussão e que you must see!

7 filmes que geram discussão (e premiados!)

Amarelo Manga (Globoplay)
O longa de estreia do cineasta pernambucano Claudio Assis é considerado pela Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) um dos 100 melhores filmes nacionais. Estrelado por Dira Paes e Matheus Nachtergaele, o filme, então, apresenta um retrato desbotado, como sugere o título, das paixões e desventuras de alguns moradores da periferia do Recife. Melhor Filme no Festival de Brasília em 2002. 

Matheus Nachtergaele em cena de “Amarelo Manga”

Dramas políticos e de família 

Eles Não Usam Black Tie (Globoplay)

Dirigido pelo genial Leon Hirszman, o longa baseado na peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri é também estrelado pelo saudoso ator. Assim, ele encarna um operário ativista que entra em conflito com o filho, vivido por Carlos Alberto Riccelli, por divergências ideológicas às vésperas de uma greve. Aliás, o elenco ainda traz a participação luxuosa de Fernanda Montenegro. Vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival de Veneza de 1981.

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

Guarnieri com Riccelli e Bete Mendes no clássico
Central do Brasil (Globoplay)

Falando em Fernandona, a atriz foi indicada ao Oscar em 1999 por sua atuação incandescente no longa de Walter Salles. Assim, ela vive Dora, uma escritora de cartas desonesta, que se vê às voltas com um menino órfão de mãe. Então, juntos, eles embarcam numa emocionante viagem pelo Brasil profundo em busca do pai do menino. Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro.

Fernanda Montenegro foi indicada ao Oscar por “Central do Brasil”

Domingo (Telecine)

Ítala Nandi é a matriarca de uma família gaúcha de classe média no longa de Fellipe Barbosa e Clara Linhart. A comédia se passa no dia da posse de Lula em 2003. Portanto, o episódio político afeta a relação de patrão e empregados durante um almoço familiar. Destaque para as atuações hilárias de Camila Morgado e Ítala, vencedora do Redentor de Melhor Atriz no Festival do Rio de 2017. 

Ítala Nandi brilha em “Domingo”


Aquarius (Telecine)
O belíssimo filme de Kleber Mendonça Filho traz Sonia Braga em atuação magistral. Então, ela interpreta uma jornalista apaixonada por música, que é assediada por uma construtora para sair do prédio antigo onde mora, na Av. Beira-Mar, no Recife. A partir daí, sua vida vira, então, uma disputa de poder. Destaque para a trilha sensacional. Exibido em competição no Festival de Cannes em 2016 e, aliás, vencedor de mais de 20 prêmios em festivais internacionais.

Tramas engenhosas  

O Homem Que Copiava (Globoplay)
O segundo longa de Jorge Furtado traz Lázaro Ramos na pele de um operador de uma fotocopiadora. Apertado de grana e cheio de problemas para resolver, então, ele tem a brilhante ideia de falsificar notas de 50 reais através de uma nova máquina que chega à loja. Assim, a engenhosa trama, claro, envolve também outros personagens e cria diversas confusões, dentro da narrativa peculiar do diretor. Honestidade e ganância são dois dos temas colocados em xeque. Prêmio APCA de Melhor Filme. 

dia do cinema brasileiro - o homem que copiava
Lázaro Ramos e Leandra Leal: honestidade X ganância é um dos temas do filme


Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia (Globoplay) 
Reginaldo Faria ganhou o Kikito de Melhor Ator no Festival de Gramado, em 1977. Então, seu desempenho extraordinário é uma marca do longa de Hector Babenco. Portanto, o filme baseado em fatos conta a história do ladrão que ficou famoso nos anos 1970. Aliás, ele se tornou célebre por causa dos assaltos ousados, seguidos de fugas espetaculares. Elas sempre rendiam manchetes de jornais. A trama é eletrizante e discute quem é polícia e quem é ladrão na prática. 

Reginaldo Faria dá vida a “Lúcio Flávio” no filme de Babenco

Por Guilherme Scarpa. Junho de 2021.

Fotos: Divulgação

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.