Centro Cultural Niemeyer

Depois da partida do nosso mestre da arquitetura, não posso deixar de dividir com vocês a visita incrível que fiz no Centro Cultural Niemeyer, ano passado, na Espanha.

avilés

A ponte que dá acesso ao CCN

Centro Cultural Niemeyer

A entrada do Centro

Pouco conhecido no Brasil o  Centro Cultural Niemeyer, colocou a pequena cidade de Avilés, ao norte do país, no mapa mundial.  O arquiteto brasileiro deu para o estado de Astúrias um presente e tanto: não só os desenhos do Centro, como também os cálculos de engenharia do projeto. E além disso, provou, mais uma vez, o enorme poder modificador  da arte.

avilés

A torre e a cúpula

Construído em um tempo récorde de dois anos e com um orçamento de quarenta e cinco milhões de euros, financiado pelo governo de Astúrias, o Centro Cultural Niemeyer mudou a vida da cidade industrial e portuária de Avilés, de oitenta mil habitantes. Para se ter uma ideia, a cidade, que nunca tinha recebido nenhum navio de turismo, passou a ser rota de dois cruzeiros no verão europeu.

Vai viajar para o exterior?

Contrate aqui seu seguro viagem, testado e aprovado por nós!

Saiba Mais

Niemeyer em avilés

As curvas femininas características

Lindo, grandioso, e o trabalho mais importante feito na Europa por Niemeyer, segundo ele próprio, chama a atenção de longe. É possível vê-lo de barco, já que está à beira do rio Avilés e também na auto-estrada que cruza a região de Astúrias. O projeto transformou o que antes era uma desinteressante zona industrial e poluída em um espaço de criatividade das artes, representando um símbolo de inovação do estado de Astúrias.

A relação de Niemeyer com Astúrias começou em 1989, quando ele ganhou o importante prêmio de Príncipe de Astúrias das Artes. Mais tarde, em 2006, quando se comemorava os 25 anos da criação do prêmio, a Fundação Príncipe de Astúrias entrou em contato com todos os homenageados pedindo que preparassem uma palestra, uma aula magna, um encontro com o público. Niemeyer respondeu que sendo arquiteto, para ele, o mais pertinente seria fazer um desenho, e assim o fez: desenhou um edifício com traços marcantes e com suas curvas habituais.

O CNN vistou ao fundo

A programação cultural é intensa e variada. Com um anfiteatro para mil pessoas, um teatro para duzentas, um cinema de cem lugares e duas salas de exposição, já passaram por lá Gilberto Gil, Jacskon Brown, Paco de Lucía, Woody Allen, Carlos Saura, Brad Pitt, Win Wenders, e Jessica Lange, entre outros. Há ainda uma belíssima torre de vinte metros de altura, considerada o mirante do Centro e que funciona como bar.

Ricardo III

Kevin Spacey caracterizado de Ricardo III

Tietando Kevin Spacey

Tive a sorte de assistir uma montagem de Ricardo III com ninguém menos que Kevin Spacey. Acho que não preciso nem dizer o quão espetacular foi!

O CCN passou por alguns problemas de gestão e chegou ficar fechado mas reabriu e está agora sob as mãos do governo de  Astúrias. Na época escrevi até uma matéria para O Globo falando do assunto.

 

centro niemeyer na espanha

A cúpula do CNN

O importante é que esta magistral obra do mestre Niemeyer, no norte da Espanha, receba cada vez mais visitantes do mundo inteiro e faça juz às palavras do arquiteto quando o  construiu “uma praça aberta ao redor do mundo, um lugar para educação, cultura e paz.”

 Leia também:

 

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com OMEUCHIP e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a Seguro ilimitado e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.

Compartilhe:
Escrito por Renata Araujo
Formada pela PUC-RJ, com pós graduação na Universidade Complutense de Madrid, Renata tem mais de 20 anos de experiência como repórter e apresentadora de TV. Começou a carreira na TV Globo e trabalhou oito anos no canal Multishow. Já foi colunista de viagem do programa Estúdio i, da Globonews. Renata virou referência quando se fala em viagem de luxo no Brasil e gastronomia, tanto que é comentarista do programa Hotéis Incríveis da Gsat+, além de ser jurada dos prêmios Comer e Beber, da Veja Rio e do Rio Show. Renata também teve uma coluna diária de turismo e gastronomia na Rádio Alpha FM RJ. A jornalista colabora para as revistas Viaje Mais e Viaje Mais Luxo. Cidadã do mundo, Renata morou nos EUA, Espanha e França. Hoje, está no Rio de Janeiro, mas não para quieta. Com sua vivência em diferentes culturas e paixão por viagens, quis compartilhar seu olhar curioso pelas cidades onde passa dando dicas relevantes para os leitores. Então, vocês vão ver que esses são os tópicos mais abordados por aqui. Espero que gostem!