teste_australia2

Por Claudia Lordão

Quando você pensa em “Austrália“, certamente vem em sua cabeça lugares como Sydney e Melbourne, mas saiba que a linda Adelaide, na Austrália,  é uma cidade que merece ser visitada: charmosa, sofisticada e super organizada.

A linda Adelaide, na Austrália

Vim parar aqui por acaso, deveria ficar apenas 2 anos,  mas me apaixonei pelas praias espetaculares e vazias e pelas centenas de vinícolas encontradas nas regiões produtoras de vinhos (South Australia é responsável por mais de 50% da produção de vinho de todo o país). Resultado: estou aqui há 7 anos e muito feliz!

Southport Beach, Adelaide

A cidade das Igrejas, como é conhecida, foi eleita pela Lonely Planet uma das 10 cidades a serem visitadas em 2014.  Tem muita coisa pra ver por aqui!

Seacliff, Adelaide

Antes de listar os meus lugarzinhos e passeios prediletos, é importante dizer que a cidade fica muito diferente no inverno e no verão. Portanto, se você, assim como eu, adora uma praia, vale à pena vir entre Dezembro e Março. Mas, se praia não é a sua, venha nos meses de Abril, Maio, Setembro, Outubro ou Novembro e aproveite o melhor da Primavera ou do Outono “adelaideano”.

A linda Adelaide, na Austrália

Agora vamos ao meu “Guia rápido para conhecer Adelaide e arredores”:

Separe pelo menos 7 dias para conhecer pelo menos o básico. E, se estiver por aqui no verão e tiver tempo, relaxe por mais uns 5 dias em Kangaroo Island – um dos meus lugares prediletos em South Australia.

Kangaroo Island

Passeando pelo CBD – 1 ou 2 dias: Adelaide foi uma cidade planejada, portanto é muito fácil passear pelo centro sem se perder. Dá pra fazer tudo andando!

North Terrace

Comece com um passeio pelo North Terrace, no Cassino de Adelaide, que fica localizado acima da Estação de Trem. Um pouco mais adiante , dobrando na King Willian Road, está o Adelaide Festival Centre, que fica ao lado do Elder Park, um dos meus prediletos.  O Elder Park é cortado pelo Rio Torrens, o maior e mais importante rio da cidade. Aliás, passear pelas margens dele, indo do Elder Park até a Praia de West Beach, onde o rio desemboca, é uma delícia de passeio pra quem gosta de andar. São cerca de 15 km e você também pode fazer esse passeio de bicicleta, se preferir. A ciclovia é ótima.

Torrens

Voltando ao CBD, depois de passar pelo Elder Park, vá até a St Peter Cathedral e se perca nos parques em frente à Igreja. De volta ao North Terrace, você pode visitar a Galeria de Arte de South Australia, o Museu da Imigração, o Museu de South Australia e a State Library.

Elder Parke e Rio Torrens

Do outro lado da rua, mais à frente, você encontra a Ayers House, uma mansão datada do século 19, onde você pode ver como vivia uma família de classe media alta na época. Uma verdadeira viagem ao passado. Vale a pena a visita!

Elder Park

No fim da North Terrace você encontra Jardim Botânico de Adelaide. Lindo! Aproveite para deitar sob as árvores, descansar e fazer um piquenique, muito normal aqui por essas bandas. E atenção! Se você estiver por aqui no verão, não deixe de ir ao MoonLight Cinema, no Jardim Botânico. Um programa imperdível!

Elder Park, Adelaide

Uma boa opção para as crianças é o Adelaide Zoo, onde uma das maiores atrações é a dupla de pandas gigantes, Wang Wang and Funi. Você pode pegar um barco – o Popeye – no Adelaide Festival Centre e ir pelo rio até o Zoológico.  Diversão garantida pros pimpolhos.

zoo Adelaide

 

Não deixe de passear pelo Rundle Mall, que é uma rua para pedestres, um shopping aberto em pleno centro da cidade. No verão, principalmente na época do Adelaide Fringe Festival (meados de Fevereiro a meados de Março), você encontra vários artistas de rua se apresentando.  Uma delicia!

Rundle Mall

O Mercado Central, na Gouger Street, também merece uma visita. Abriu suas portas pela primeira vez em 1870 e faz parte da cultura de Adelaide. Uma verdadeira mistura de cultura, sabores e cores.  Mas atenção, porque o mercado NÃO abre aos Domingos e Segundas.

Central Market, Adelaide

Ruas charmosinhas perto do CBD que valem à pena a visita: O’Conell Street, em North Adelaide e The Parade, em Norwood. Ambas têm várias opções de restaurantes e muitas lojas. Uma boa pedida para o jantar.

Adelaide CBD

Adelaide tem praias, praias e mais praias! Quantos dias separar para elas?? Você pode conhecer todas em um só dia. Ou demorar o tempo que quiser em cada uma, a minha opção favorita! A mais popular – Glenelg Beach – fica a apenas 11 km do CBD, onde você pode pegar o bonde na Victoria Square até Glenelg.  Passeie pela Jetty Road, experimente a pizza orgânica da Good Life e as delicias de chocolate da Bracegirdles.

Glenelg, Adelaide

Passeando pelo litoral, ainda perto da cidade, não deixe de visitar Grange Beach, Henley Beach, West Beach, Brighton e Seacliff.  Todas essas praias são lindas e sem ondas, perfeitas para as crianças. Dica: o sol aqui em South Australia se põe no horizonte. E, durante o horário de verão, o pôr do sol acontece entre 8:30 e 8:45. Não deixe de ver e tirar muitas fotos!

West Beach, Adelaide

Um pouco mais distante, a partir de 40 km ao Sul do CBD, você encontra praias paradisíacas como Port Noarlunga, Southport Beach (onde o rio encontra o mar, minha favorita), Moana Beach, Maslin Beach (com uma área para os amantes do nudismo), Aldinga Beach (onde você pode estacionar o carro na areia!) e Carrickalinga Beach, que fica cerca de 75km de Adelaide. Estas últimas já fazem parte da região conhecida como Península de Fleurieu.

Grange Beach, Adelaide

Diferente do Brasil, não tem ninguém na praia vendendo comida ou bebida, portanto leve o seu lanchinho e bebida suficiente para passar o dia. Nem todas as praias permitem o consumo de bebida alcoólica, então fique atento à sinalização. Em contrapartida, todas as praias tem banheiro público – limpo e com papel higiênico. Super chique.

Aldinga, Adelaide

Carrickalinga Beach, Adelaide

Separe um dia para conhecer o Deep Creek Conservation Park e Victor Harbour.  Sugiro acordar cedo e ir direto ao Deep Creek, que fica a cerca de 102 Km, 1:30 do centro de Adelaide.  Existe uma taxa de $10 por carro para estacionar dentro do parque, que tem várias trilhas. A minha predileta é a que leva até a Blowhole Beach. O visual é espetacular!

Deep Creek Conservation Park, Adelaide

De lá, vá direto para Victor Harbour e dê a volta em torno da Granite Island. Você pode almoçar em um restaurantezinho que tem na ponta da ilha. Na volta para Adelaide, fique atento a uma placa na estrada que indica o Myponga Reservoir, um reservatório de água que tem um visual imperdível.

Victor Harbour, Adelaide

Dica: Todos os lugares, todos mesmo, possuem um Centro de Informação ao Turista. Na maioria, você é atendido por voluntários super prestativos e cheios de boas dicas.  Eu sempre paro em todos pra saber as dicas locais! Venha nos visitar e procure por esta placa:

Em breve, você vai descobrir muito mais sobre as regiões vinícolas de Adelaide, Kangaroo Island, o Innes National Park… E se encantar ainda mais!

Fotos: Claudia Lordão, Sérgio Lordão, Suzana Peixoto e reproduções da Internet

Leia também:

Dois ótimos restaurantes em Santa Monica

Roteiro de Punta del Este

11 coisas para fazer em Los Angeles

Ilhas do Caribe: Aruba e Curaçao

O que fazer no Porto

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.