Le Thé a Guimet

Reproduzo aqui mais um post meu publicado no Caderno Ela Digital, no blog de Paris.

A notícia vai chamar atenção de muita gente, afinal de contas o chá é a bebida mais consumida no mundo, depois da água. Vai entrar em cartaz no museu de arte asiática Guimet, a exposição “Le Thé – Histoires d’une Boisson Millénaire”, que conta a trajetória do chá desde a sua origem até os dias de hoje.

A bebida nasceu na China, durante a dinastia Tang (618-907), há mais de dois mil anos.

A mostra vai abordar três formas distintas de preparo do chá, que pode ser fervido, amassado ou infundido. Essas três “técnicas” correspondem a momentos históricos, das dinastias Tang, Song e Ming.

E por conta da exposição, com estreia marcada para outubro, o hotel da cadeia asitática Mandarin Oriental, situado na sofisticada Rue Saint Honoré, está oferecendo um pacote de com direito a café da manhã, chá da tarde e entradas para a mostra, que ficará em cartraz até janeiro de 2013.


O museu Gimet foi fundado no final do século XIX, pelo industrial e colecionador Émile Guimet (1836-1918), que conseguiu realizar seu sonho depois de dar a volta ao mundo em 1876 e passar tempos no Egito, Japão e China. Assim ele conseguiu adquirir parte de suas obras de arte, que estão até hoje expostas no museu. Uma ida ao museu Gimet permite ao visitante entender as diferenças artísticas e as tradições dos diversos países da Ásia num espaço amplo e agradável.

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.