Vinhos para o Dia dos Pais: 4 regiões com excelentes rótulos

Uma garrafa de vinho é sempre um bom presente. De modo geral, é uma escolha muito fácil, conhecendo alguns gostos pessoais do homenageado, mas também se a gente for em etiquetas certeiras, como algumas denominações que são garantia de qualidade. Champanhe, por exemplo. Todo mundo sabe que uma garrafa de champanhe é um porto seguro. O Champanhe será sempre um bom presente, assim como um Barolo, um Borgonha ou um Porto. O Brasil ainda tem poucas denominações de origem ou indicações de procedência, mas há cada vez mais novos rótulos de pequenos produtores, vinhos realmente exclusivos e especiais, que também entram na nossa seleção de dicas de vinhos para o Dia dos Pais. Até porque são vinhos que podemos encontrar em qualquer boa loja de vinhos, delicatessen e mesmo em supermercados de bom gosto. Confira todos os detalhes abaixo, na coluna Enoteca YMG.

Leia também nossas outras dicas de presentes e restaurantes para comemorar o Dia dos Pais.

Vinhos para o Dia dos Pais

Barolo

Há quem o chame de Rei dos Vinhos, ou Vinho dos Reis. O apelido faz jus. Barolo ocupa lugar de destaque entre os vinhos europeus. É um ícone da Itália e as garrafas que saem das encostas das montanhas dos arredores de Alba, na região do Piemonte, de fato estão entre as mais cobiçadas do mundo. Uma Barolo será sempre uma escolha certeira. Portanto, dentro deste universo, há nomes de referência: Borgogno, Cavallotto, Conterno, Giacosa, Mascarello, Rinaldi, Voerzio… Entre eles, Prunotto, marca hoje pertencente à ‘famiglia’ Antinori, que faz Barolos de excelência. Seus vinhos são importados pela Berkmann Wine Cellar e podem ser encontrados em lojas como, por exemplo, a Bergut, no Centro e em Ipanema, que tem sempre a linha completa da vinícola.

Barolo

Borgonha

Berço de muitos dos vinhos mais raros e caros do planeta, a Borgonha é a região vinícola mais nobre da França. O volume de produção é grande e apenas uma uva tinta é usada, a Pinot Noir, e uma branca, a Chardonnay (há outras, mas em quantidades irrelevantes). Mas mesmo assim a variedade de estilos que se encontra nas garrafas da Borgonha é imensa. Sua estrutura de denominações é bem complexa, e no caso de um Borgonha genérico é bom apostar em produtores com um nome a zelar. Albert Bichot, por exemplo. Importados pela Winebrands os vinhos de família Bichot podem ser encontrados no site.

Vai viajar para o exterior?

Contrate aqui seu seguro viagem, testado e aprovado por nós!

Saiba Mais

Rótulos da Borgonha

Mas o filé mignon desta região está em seus Villages e Crus, e duas mais altas denominações, onde estão nomes como Montrachet, Meursault, Beaune, Nuits-Saint-Georges, Chambolle-Musigny, Volnay… São vinhos especiais, para grandes ocasiões. 

Região da Borgonha

Champanhe

Não existe vinho mais festivo e festejado do que um champanhe. Uma denominação clássica e histórica, que muitas vezes até não é respeitada por outros países (o Putim, recentemente, proibiu vinhos franceses de usarem o nome Champanhe no rótulo, palavrinha mágica e borbulhante agora restrita a espumantes russos…). Se alguém fala Moet & Chandon a gente logo pensa em borbulhas e festejos, em aniversários, réveillons e outras comemorações. Dentro da própria maison LVMH (Moët Hennessy Louis Vuitton) há outras marcas de Champanhe que são ícones da região e do mercado de luxo: Krug e Ruinart, por exemplo. Se é que se pode usar o termo “popular”, hoje nomes como Veuve Clicquot e Perrier-Jouët podem ser encontrados mesmo em sites de lojas de departamentos. Ou seja, ficou mais fácil comprar. Só chegar num Zona Sul, por exemplo, que sempre encontraremos algumas garrafas.

Porto

Um vinho do Porto Vintage de boa safra e produtor confiável é algo imortal, uma preciosidade. Em Portugal é tradição dar como presente, desses que a gente guarda pela vida toda. Até escolher um dia especial para abrir a garrafa. Além disso, também é comum presentear alguém com um Tawnie safrado, com o ano e nascimento do homenageado, assim como acontece com o Porto. Essas são garrafas a serem garimpadas no mercado, e chegam em pequenos lotes ao Brasil, e mesmo em Portugal são difíceis de se achar. Porém, além dos vintages, o mundo do vinho do Porto nos reserva algumas preciosidades, que são os Tawnies com indicação de idade: 10, 20, 30, 40 anos… A Taylor’s é uma autoridade no assunto, e seus Tawnies são sublimes, mesmo os de 10 ou 20 anos. Pode comprar sem medo de errar que este será um grande presente.

Porto
Taylor’s

Por Bruno Agostini. Agosto de 2021.
Fotos: Renata Araújo e Bruno Agostini.

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com OMEUCHIP e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a Seguro ilimitado e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.

Compartilhe: