Seguidores que viram companheiros de viagem

Em tempos digitais, os seguidores estão para os blogueiros, assim como o leitor está para o autor e o público está para o artista. Pode parecer exagero, mas sem os comentários e curtidas nas fotos, qual a graça de postá-las, certo? A gente precisa daquela interação e é uma guerra para ver quem chama mais a atenção nas redes sociais. Mas nunca tinha pensado em seguidores que viram companheiros de viagem.

Já segue o Instagram do @youmustgoblog ?

Leia aqui: A primeira vez que andei de helicóptero

Seguidores que viram companheiros de viagem

Hoje cada um tem seu próprio canal de TV. Ou o Snapchat (que atenção, não morreu, viu? Nos EUA, ele continua vivinho da Silva) e o instastories não são canais alternativos? Mais uma vez, cada instagrammer/blogueiro faz o que pode para atrair views e ter seus vídeos adorados e comentados. Sendo assim, nada melhor quando te deixam um monte de mensagens carinhosas, te acompanham, torcem por você e fazem perguntas inteligentes.

Mostrando NY no stories

Comentários nos stories

Dicas de 5 lojas de departamento nos Estados Unidos

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

A interação

Blogueiro que se preza tenta responder o máximo de comentários possível e interage com seu público, Adoro que me façam perguntas pertinentes e procuro esclarecer ao máximo as dúvidas de cada um. Considero um reconhecimento do trabalho ter tanta interação. E como viajo com frequência e faço muitos videos – afinal, sou repórter de TV e essa é minha linguagem natural – esta interação é diária e a intensidade varia conforme o destino e tipo de viagem.

Estou sempre no stories mostrando tudo das minhas viagens!

A interação com os meus seguidores é fundamental

Os seguidores fiéis

Ao longo dos anos, a gente acaba tendo seguidores fiéis, que conversamos como se fôssemos amigos, mesmo que nunca tenhamos visto na vida. É uma nova forma de comunicação.

Da esquerda para direita: Marcelo, meu marido, eu, Tati e Dudu, seguidores que se tornaram companheiros de viagem

Isso, sem contar às vezes que somos reconhecidos na rua, no aeroporto ou até mesmo no avião. (Inclusive no cabeleireiro , diga-se de passagem). Sem querer me gabar, mas comigo já aconteceu algumas vezes – tenho testemunhas, tá – e, não só me diverti, como fiquei muito orgulhosa do meu trabalho, porque todos foram sempre muito simpáticos e me encheram de elogios. Também teve um caso de quem me viu, não falou na hora mas escreveu depois. (Sim, há leitores tímidos). Mesmo assim, jamais pensei em seguidores que viram companheiros de viagem.

O encontro com o seguidor

Mas recentemente a interação foi ainda mais intensa. Fui convidada para participar da maior feira de turismo americana, a IPW, que cada ano acontece em uma cidade dos EUA. Washington DC foi a cidade que a sediou este ano. De lá, fui para Boston com minhas amigas blogueiras, Juliana Magalhães, do Falando de Viagem e Mônica Barros, do Blog Le Touriste e também colaboradora do You Must Go.

Na festa de abertura da IPW

Ipw 2017 em Washington

Nosso primeiro dia em Boston foi ótimo! Estava um dia lindo de sol, e fomos passear no parque Public Garden – um dos mais antigos dos EUA, fundado em 1837, e que estava recheado de flores. Tiramos várias fotos e fizemos videos, of course. Mais tarde, fomos convidadas para jantar no hotel Boston Park Plaza, no restaurante Off the Common.

Impossível não tirar foto neste jardim!

Public Garden

Hotel Boston Park Plaza

Da esquerda para direita: Juliana, Eu e Mônica

Enquanto tirávamos fotos e fazíamos vídeos do nosso jantar – como típicas blogueiras – recebi a mensagem de uma seguidora que, ao ver meus stories, disse “nossa, eu estava no mesmo parque que você hoje, na mesma hora, e tirei uma foto igual no meio das flores”. Começamos a conversar e ela disse “e agora, você está jantando no hotel onde estou hospedada”. No que eu disse: “sério? que coincidência!” Não pensei duas vezes e perguntei se ela não queria passar na nossa mesa para dar um alô. Ela estava jantando fora do hotel, mas na volta passou, com o marido, tomou uma cerveja e ficamos todos conversando. Mal sabia eu que seriam seguidores que viram companheiros de viagem.

Nosso jantar no Off the Common

O roteiro parecido

Mas as coincidências não pararam aí. A Tati e o Dudu me encontraram no insta porque estavam pesquisando sobre Washington, destino que iam depois e pelo qual eu já tinha passado. Ou seja, escolhemos a mesma época para visitar duas cidades nos EUA que não são as mais populares entre os brasileiros. Claro que o papo rendeu e ficamos trocando figurinhas.

Washington DC, cidade que adoro

Eles já estavam em Boston há alguns dias e nós, tínhamos acabado de passar uma semana em DC. Claro que aproveitei para indicar alguns lugares, como a cervejaria Sovereign, em Georgetown, e a roda gigante em Maryland, no National Harbor. Não poderiam faltar o Newseum, museu que conta a história do jornalismo e a National Gallery, com um jardim repleto de obras de arte. A Tati e o Dudu se inspiraram nos meus stories e fizeram todos estes passeios.

Roda gigante de Maryland

Cervejaria Sovereign, em Georgetown

Seguiram minha dica e foram no Newseum!

Uma lista de 10 coisas para fazer em Washington DC

Mas as similaridades não pararam por aí. Depois de Boston, minhas blogueiras amigas voltariam para o Brasil e eu seguiria viagem para Nova Iorque para encontrar meu marido. E adivinha para onde o casal de Floripa ia depois de DC? NYC, claro! Chegariam um dia depois de mim e ficariam uma semana, como eu! E para completar, tanto eu, quanto eles, tínhamos reservado o mesmo hotel: o AKA, hotel residência de luxo com cinco propriedades na cidade. A única diferença é que eu ficaria no Central Park e eles na unidade do Times Square.

No Aka Central Park

Dicas dos melhores restaurantes de NY

O encontro em NYC

Como eu estava sozinha nos meus primeiros dias em NY, acabamos nos encontrando e fazendo vários programas juntos. Aí me dei conta: Tati e Dudu viraram meus amigos, seguidores que viram companheiros de viagem. Animados, interessados, interessantes e sedentos por turismo, já que era a primeira vez dele em NYC e ela não ia há 17 anos. Gostam de comer e beber como eu e nossa afinidade foi imediata.

Eu, Tati e Dudu: seguidores que viram companheiros de viagem!

Conheça os melhores musicais da Broadway

Fomos almoçar no Soho no Cafe Clover, uma graça de lugar, moderninho e com ótima comida, e aproveitamos para dar uma caminhada pelo bairro. Pegamos o metrô até o Brooklyn para conhecer a cervejaria Radegast Hall & Biergarten e fotografar um dos skylines mais deslumbrantes de NYC. Jantamos no Eataly, o delicioso mercado gastronômico e fomos até o rooftop 230 Fifth, um dos mais famosos do momento e de onde se tem uma vista fantástica à noite da cidade. A área externa é super descontraída e ideal para tomar uns drinques e curtir a noite de NY.

Cafe Clover, no Soho

Metrô

Radegast Hall & Biergarten

Vista do rooftop

Saiba o que fazer em NY no verão

A vantagem é que você não precisa pagar para entrar. Você só paga o que consome ou pode ir mesmo só para tirar fotos. É mega turístico, mas vale pela vista e pelas fotos. Ah, não deixe de levar identidade, porque até para mim pediram!

Vista de NYC

Seguidores companheiros de viagem

Estou acostumada a viajar sozinha, mas claro que quando a gente tem (boa) companhia, tudo fica mais divertido. Nos demos muito bem, rimos bastante e viramos amigos. Da vida virtual para a real. Sinal dos tempos. Uma grata surpresa que meu trabalho me proporcionou, já que a Tati contou que me escreveu porque me achou muito simpática e comunicativa, mesmo o Dudu achando que ela estava sendo cara-de-pau e que eu não ia dar menor bola. Quem diria, hein! Não só dei, como estou até com saudades do casal. Já já vou aparecer lá em Floripa para uma visitinha. E assim, meus seguidores viraram companheiros de viagem. E você, já encontrou algum blogueiro em viagem? Como foi a experiência? Conta pra gente!

Eu e Tati, um exemplo de seguidores que viram companheiros de viagem!

Viajei assegurada pela GTA Seguros, e usei Easysim4u, chip para celular.

Coluna escrita por Renata Araújo

Fotos: Renata Araújo e Tati do Bem

Julho de 2017


Leia mais:

O que fazer na Cidade do México

Hotel na Bahia | Iberostar Praia do Forte

Conheça Portillo: estação de esqui no Chile

Programa de fidelidade Livelo

Salvar

Salvar

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.
Compartilhe
Publicado por
Duda Vetere

Posts recentes

Canopy Jardins – hotel da nova marca lifestyle da Hilton

Me hospedei outro dia no novíssimo Canopy Jardins- hotel da nova marca lifestyle da Hilton.…

15 horas atrás

Dia do Cinema Brasileiro: 7 filmes que geram discussão

19 de Junho é o Dia do Cinema Brasileiro, portanto, vamos celebrar a data na…

3 dias atrás

Dinner in the Sky: jantar nas alturas em SP

Nesse post iremos trazer uma dica para quem quer sair da rotina. Encarar um jantar…

3 dias atrás

5 hotéis de luxo na Serra Fluminense

Listamos os melhores hotéis da Serra Fluminense para viajar. Trazemos diversas dicas de gastronomia local,…

5 dias atrás

Roi Méditerranée: restaurante francês no CJ Shops

Roi Méditerranée: restaurante francês no CJ Shops, o luxuoso shopping nos Jardins. Com DNA carioca,…

6 dias atrás