Não se fala em outra coisa. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou uma Pandemia de Coronavírus, e para os viajantes, esta situação certamente muda todos os planos. Com o surgimento de casos em novos países e o rápido alastramento do número de infectados, surge a pergunta: cancelar ou não a viagem? Em Nova York, por exemplo, todos os espetáculos da Broadway foram cancelados por um mês. Os parques da Disneyland na Califórnia e da Walt Disney World, em Orlando, foram fechados. Em Madri, os principais museus estão fechados. O presidente dos EUA, Donald Trump, suspendeu todos os vôos da Europa para o país.

+Reserve aqui o seu hotel pelo melhor preço.

+5 programas do Netflix passados em Israel

Portanto, será que vale a pena arriscar? Nós acreditamos que se sua viagem for nos meses de março e abril, é melhor cancelar ou adiar, caso você tenha disponibilidade. Se for nos meses de maio, junho, em diante, considere esperar um pouco. Saiba neste post como as companhias aéreas, hotéis e seguro viagem estão se posicionando quanto a esta pandemia de Coronavírus.

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

Pandemia de Coronavírus: cancelar ou não a viagem?

O Ministério Público Federal emitiu recomendação à Anac para que a agência assegure aos clientes de empresas aéreas o direito de cancelar passagens a destinos atingidos pelo novo coronavírus sem a cobrança de taxas e multas. Portanto, passagens compradas até 9 de março com partida de aeroportos do Brasil teriam direito a ressarcimento ou a remarcação da viagem no prazo de até 12 meses.

As companhias aéreas

A Latam, por exemplo, declarou que passageiros com viagens marcadas até 16 de abril entre São Paulo e Milão podem remarcar ou pedir o reembolso completo da passagem. Já a Azul declarou que passageiros com viagens marcadas até 16 de abril entre São Paulo e Milão podem remarcar ou pedir o reembolso completo da passagem.

A companhia holandesa KLM garantiu que o cliente pode alterar sua reserva sem nenhum custo extra, independentemente do destino. Caso a tarifa seja maior, é preciso pagar apenas a diferença. Enquanto isso, a TAP também garante o reagendamento do voo sem o pagamento da taxa de alteração associada, em bilhetes emitidos entre os dias 8 e 31 de março de 2020. A alteração gratuita terá que ser solicitada com uma antecedência de 21 dias (exceto EUA, Itália, Angola e Israel), em relação à da data do primeiro voo, e é aplicável a todas as rotas TAP e a todas as datas de viagem.

Pandemia de Coronavírus

World Class Business KLM

Já a American Airlines também adotou uma série de medidas. Entre elas, por exemplo, a redução do serviço para a América do Sul, incluindo uma suspensão de voos para a Argentina e a operação de voos de e para a Europa por até sete dias para garantir que clientes e funcionários possam voltar para casa. Alguns voos da Europa e da América do Sul estão suspensos até maio, confira na tabela.

Além disso, as aeronaves das companhias aéreas também estão passando por medidas avançadas de higienização!

Os hotéis

Com os voos sendo remarcados e os planos de viagem sendo cancelados, os hotéis estão fazendo o possível para minimizar o impacto nos hóspedes cujos planos de viagem foram alterados. Mas, geralmente a cobertura do cancelamento depende se você reservou diretamente com o hotel ou por meio de uma agência.

O Four Seasons Hotels & Resorts, por exemplo, isenta de taxas de cancelamento até 31 de março para os hóspedes que viajam para qualquer estabelecimento Four Seasons na região Ásia-Pacífico e Itália. As taxas de cancelamento também são dispensadas até 31 de março para quem viaja da Itália, Coréia do Sul, China (incluindo o continente, Hong Kong, Macau) e Taiwan para qualquer propriedade da rede pelo mundo. Além disso, os hotéis estão colocando dispensadores de desinfetante para mãos em restaurantes e áreas comuns e reduzindo o horário de determinadas instalações, incluindo piscinas e spas.

Four Seasons Marrakech

O Hilton também adotou uma política semelhante. De acordo com as novas regras, as taxas são dispensadas para os hóspedes que viajam para, através ou da China, Itália, Coréia do Sul e Arábia Saudita, até dia 31 de março. Assim como o Marriott, que também estão oferecendo reembolsos específicos a cada caso aos hóspedes reservados em áreas consideradas zonas de alto risco.

Além disso, o Booking também informou em nota que está oferecendo cancelamento gratuito ou modificação da reserva para pessoas viajando para as áreas mais afetadas.

No Instagram @youmustgoblog, confira depoimentos de brasileiros que moram fora do Brasil e estão lidando com a pandemia.

View this post on Instagram

Não vejo a hora de voltar a viajar, aproveitar os lugares que tanto adoro e fazer vários cliques com o querido @pablophotoparis, como este! 📸 Mas hoje o momento é de ficar em casa. 🏠 Então, Pablo conta como a pandemia está afetando seu cotidiano. 🇫🇷 A @ticianaazevedo está assustada com as fracas medidas do governo londrino, enquanto a @rafaangelis fala da drástica situação na Sicília. 🇮🇹 E a querida @mottaflavia nos relata seu dia a dia em quarentena em Lisboa. 🇵🇹 Vamos assistir mais um IGTV com o giro You Must Go pelo mundo? Deixe seu comentário e compartilhe! 👈🏼👈🏼 E às 18h do Brasil, vou fazer uma live com meu amigo @leocp78 que acabou de voltar da Espanha e está em quarentena, no Rio. Assista!! 🎬🎬 #stayhome #fiqueemcasa #coronavírus #YMGpelomundo

A post shared by Renata Araujo Castello Branco (@youmustgoblog) on

 

O seguro viagem

Uma questão complexa e muito importante! Afinal, o seguro viagem não cobre pandemia. Mas, com a situação atual, algumas seguradoras já se manifestaram dizendo que cobrem o Coronavírus. A Seguros Promo, por exemplo, garante 100% das assistências médicas para casos e sintomas relacionados ao Covid-19. Contrate seu seguro AQUI. Lá você também pode escolher qual o melhor seguro para sua viagem.

Além disso, algumas seguradoras cobrem o paciente até o momento da confirmação da doença. Desta forma, em caso de suspeita durante a viagem, o segurado deve acionar a seguradora para o encaminhamento médico, caso a doença seja descartada, o seguro deve cobrir todo o tratamento. Caso seja confirmada a infecção pelo Covid-19, apenas a partir da confirmação é que não há mais a cobertura.

Mas certamente, não há a possibilidade de viajar sem seguro viagem, em nenhuma hipótese!

Bom, é preciso ficar atento as notícias, pois elas mudam a cada instante! A cada hora, temos novos casos confirmados, novos comunicados e decretos.

Por Renata Araújo e Duda Vétere. Março 2020.

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.