Desde a abertura do restaurante Lasai, de alta gastronomia, no Rio, na Rua Conde de Irajá, há cerca de três meses, que eu vinha ensaiando uma ida ao local. A estreia do chef Rafa Costa e Silva, que trabalhou no badalado Mugaritz, na Espanha, foi comentadíssima. Portanto, conseguir uma mesa na casa passou a ser uma difícil missão. Finalmente chegou o dia da minha reserva, em plena Copa do Mundo. (Alguns dias depois, foi noticiada a visita ao restaurante do renomado chef espanhol Ferran Adriá, que esteve na cidade para acompanhar a final do mundial.)

+Reserve AQUI o seu hotel no Rio pelo melhor preço.

Certamente um dos melhores restaurantes do Rio

Lasai – alta gastronomia no Rio

Fiquei encantada com o bom gosto e a beleza do ambiente e também muito  impressionada com a qualidade do atendimento. Pessoal afiadíssimo, do tipo que dobra o guardanapo sobre a mesa quando o cliente se levanta para ir ao banheiro, mas sem aquele ar de superioridade de restaurantes mais formais. Eficiente e amigável. Tranquilo… (que, aliás, é o significado do termo basco que dá nome ao restaurante).

+Inauguração oficial da Le Cordon Bleu no Rio

Vai viajar para o exterior?

Faça seu seguro viagem com a GTA. Ele é obrigatório para viagens à Europa e recomendável para qualquer viagem ao exterior. Atendimento excelente e parcela em até 12 vezes. Nós já testamos e aprovamos!

Saiba Mais

Ambiente certamente sofisticado na medida certa

Os menus

Somos, então, apresentados ao cardápio. São duas opções:  “Festival” ou  “Não me conte histórias…” Segundo a explicação no menu, a primeira é a experiência em que o chef apresenta seus produtores. O Lasai trabalha com pequenos fornecedores e também com suas próprias produções, em hortas no Itanhangá e no Vale das Videiras, em Araras. Tudo orgânico e biodinâmico, como nos explicaria o próprio Rafa um pouco depois.

Quem opta pelo Festival, degusta de 13 a 15 pratos (em pequenas porções), mas sem direito à escolha. A seleção cabe ao chef, nos restando o direito de fazer alguma restrição prévia. Na segunda opção, são sete cursos, sendo quatro pequenas entradas para comer com as mãos, dois pratos e sobremesa.

+Os 10 melhores restaurantes de hotéis no Rio

O original cardápio

Chegamos à uma conclusão. Resolvemos não arriscar e pedimos o menu mais enxuto. Para acompanhar, seguimos a sugestão do sommelier do menu harmonizado. As pequenas entradas certamente dão o tom do que viria mais tarde. Pratos simples, elegantes, com poucos ingredientes e deliciosos: aipim com queijo de ovelha, tempura de folhas de espinafre e cebolinha com molho cítrico, crocante de banana com atum e gengibre (meu preferido!) e tapioca de rabada, por exemplo. Para beber, um vinho rosé da Provence muito leve e saboroso.

+Os 11 melhores restaurantes de Copacabana

E o jantar continua…

Em seguida, nossas primeiras escolhas. Para mim, vieiras com caldo de tutano, batata e feijão. Sou fã de vieiras e posso dizer que estas foram provavelmente as melhores que já experimentei. Meu marido optou pela gema de ovo caipira com creme de inhame, leite de coco e crocante de jamón. Incrível combinação de sabores! O sommelier, nesta etapa, nos apresenta bebidas diferentes. Para mim, um Chablis, e para ele, um Vermentino.

+8 bares com vista no Rio

A próxima etapa não demora a chegar. Escolhi um filé de atum com cenourinhas e purê de batata e milho, perfeitamente harmonizado com um vinho tinto leve do Vale do Loire. Para ele, filé wagyu com batata doce acompanhado de um Priorato espanhol. Nesse momento provavelmente começamos a nos arrepender de não termos optado pela sequência mais longa.

E vai chegando ao fim…

Tudo é tão perfeito que queríamos experimentar mais. Como se pudesse ler nossos pensamentos, a jovem que nos atendia, oferece uma degustação de queijos artesanais brasileiros antes da sobremesa. Claro que aceitamos! São dois queijos de minas e um tipo serra da estrela do Vale das Videiras, dispostos lindamente com docinhos de banana e laranja. Que alegria! Recebo, então, uma bela taça de Moscato da Sicília e meu marido, um drink especialíssimo: Madeira Tonic. O barman, aliás, nos explica que prepara bebidas clássicas, mas também segue o estilo inventivo da casa e gosta de criar coquetéis diferentes com ingredientes variados de acordo com o gosto do cliente.

+Posí: novo restaurante italiano em Ipanema

As sobremesas

As bebidas nos acompanham até o grand finale… Como se nada mais pudesse melhorar, chegam as escolhidas: para mim, bolo de fubá com queijo, levíssimo, com sorvete de iogurte, macadâmia crocante e goiabada. Só de lembrar, fico com água na boca. Para ele, maçã assada em calda de laranja com sorvete de canela e biscoitinhos de canela. A mistura de texturas, temperaturas e sabores é sensacional e dá vontade de pedir mais um pouquinho.

Mas a noite vai chegando ao fim. O chef vem até nossa mesa e, gentil, nos pergunta se foi tudo bem. “Tudo excelente!” Avisamos que voltaremos em breve e ele nos explica que de uma próxima vez, certamente, vamos experimentar novos pratos, já que a carta muda com frequência. “Como dependemos dos fornecedores e só trabalhamos com produtos frescos, a cada três dias alteramos 70% do cardápio”, diz Rafa. Então, está combinado… Nos aguarde para o Festival!

+Primeiro restaurante do master chef Henrique Fogaça no Rio

A experiência da editora no Lasai – alta gastronomia no Rio

Coincidentemente, dois dias depois, Renata Araújo, autora do blog,  foi conhecer o Lasai, restaurante de alta gastronomia no Rio. Assim como eu,  ficou encantada com o ambiente do restaurante, projeto de Edu Novaes. Renata, que morou durante anos em Madri, sentiu-se como se estivesse na Espanha. “Achei um ambiente sofisticado, de extremo bom gosto. Adorei  o espaço entre as mesas e a ausência de música faz com que a gente  foque no que está comendo”, diz.

A jornalistas resolveu arriscar no menu às cegas e ficou muito bem impressionada. “As porções realmente vem em pouca quantidade, o que me fez sair satisfeita e leve ao mesmo tempo, apesar de ter comido 15 pratos! É tudo feito com tanta delicadeza e originalidade que até pratos que geralmente não pediria, como língua, gostei”. Renata lembra que o restaurante conta ainda com um terraço bem bacana onde é possível fazer eventos. “Rafa Costa e Silva é um chef que veio para ficar e vai impressionar comensais de qualquer nacionalidade”. Certamente já é um dos melhores restaurantes do Rio.

O charmoso terraço de um dos melhores restaurantes do Rio

Texto: Barbara Ariston 

Fotos: Renata Araújo e Bárbara Ariston

Leia também:

Paris Gastrô – requinte na Praia do Flamengo

Casa Momus – ótima opção de restaurante no Centro

Restô – um charme de restaurante em Ipanema

Bar D’Hotel – muito mais que um restaurante de hotel

Jantar harmonizado no Quadrucci

 

4 Dicas para seu planejamento de viagem

  1. Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.
  2. Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EASYSIM4YOU e garanta uma viagem tranquila.
  3. Quer rodar por aí sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo não esquecendo de fazer um seguro auto.
  4. Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.
Compartilhe
Publicado por
Renata

Posts recentes

Novo menu de aniversário do Malta Beef Club

Novo menu de aniversário do Malta Beef Club. A premiada casa de carnes no Jardim…

7 horas atrás

Novo espaço da Johnnie Walker em Edimburgo

Acaba de inaugurar o novo espaço da Johnnie Walker em Edimburgo, um marco para a…

1 dia atrás

Semana do Negroni nos bares do Rio e São Paulo

Semana do Negroni nos bares do Rio e São Paulo. Até este domingo, dia 19…

2 dias atrás

Kazuo, novo restaurante asiático no Itaim

Kazuo, novo restaurante asiático no Itaim. Recém-inaugurado, o ex-chef do Mee volta à capital paulista…

2 dias atrás

3 lugares no Rio para beber vinhos naturais e brasileiros

3 lugares no Rio para beber vinhos naturais e brasileiros. Na coluna Enoteca YMG, Bruno…

3 dias atrás

Primeira viagem aos EUA depois de 18 meses

Primeira viagem aos EUA depois de 18 meses.Fui convidada para participar da IPW, (International Pow…

4 dias atrás