saj

Por Cris Berger

Uma vida inteira não seria suficiente para conhecer todos os restaurantes bons (!) de São Paulo. Portanto, vamos desistir desta ideia. Ainda assim, é possível fazer check in em vários deles. Para comemorar meu debut como colaboradora paulistana do You Must Go, selecionei alguns endereços gastronômicos que valem a pena estar na sua listinha. Prontos? Bem, como estou apurando meu 14º livro da coleção “101 Lugares para se Conhecer” pelos bairros de Pinheiros e Vila Madalena vou compartilhar com vocês o que tenho provado e, definitivamente, aprovado.
Para os dias descontraídos, vá de Maíz. Para os animados, de Suri. Pizza de domingo? Inove, fuja das pizzarias clássicas e conheça a Mercearia do Conde. Árabe? Bem, em SP está a segunda maior população libanesa do mundo; portanto, a coisa é séria: prove o Saj. Quer comer um sanduba, mas saudável?  Rume para o Vapor! A pedida é tomar cerveja artesanal e comer cachorro-quente gourmet, coloque no GPS Brew Dog. A melhor (Ok, uma das melhores) mil-folhas de SP? Confeitaria Dama. E com estas opções você estará bem servido por alguns dias.
Maíz
O Maíz é descolado, sem frescura e delicioso. Ele é tudo isso e consegue ser uma graça. É tamanho P, tem poucas mesinhas, umas 3 ou 4, todas juntinhas umas das outras. E tem um balcão de onde se vê a cozinha e o forno giratório onde são assados os frangos. A proposta é servir comida de rua da Colômbia. No cardápio, reinam as arepas e os tacos, mas o que você não pode deixar de provar MESMO são as papas criolas. Ahhh! Aquelas batatas crocantes por fora e macias por dentro, uma lou-cu-ra! O Maíz fica na rua Matheus Grou. Depois de almoçar, vale dar uma volta pela Desmobília e pelo Estúdio Gloria, ambos com móveis e objetos vintages altamente desejáveis.
maiz
 
Rua Mateus Grou, 472,
Tel.: 11 3034.6551
Suri Ceviche Bar
O Maíz e o Suri são do colombiano Dagoberto Torres. Se no Maíz o negócio é comer com as mãos e se lambuzar, no Suri a coisa é um pouco mais comportada, mas não menos alegre. Minha sugestão? Não escape do couvert, que é ótimo, e serve chips variados com guacamole e molhinho picante. Peça pelos tiraditos (peixes cortados bem fininhos, crus e bem temperados) e siga com os ceviches (peixes e frutos do mar marinados no limão com temperos andinos). Há pratos quentes, mas o mais bacana é justamente compartilhar os pedidos e, com isso, prolongar a refeição e a conversa. Na minha opinião, o balcão é o melhor lugar para se acomodar e ver a energia contagiante da cozinha. Em tempo: os ceviches são fabulosos!
suri
Rua Matheus Grou, 488,
Tel.: 11 3034.1763
Mercearia do Conde
Ela não é nenhuma novidade na cidade. Pelo contrário, já ganhou a maioridade, existe há mais de 21 anos. Sim, começou como uma mercearia e com o tempo virou restaurante. Costumo dizer que você entra e fica de pescoço para cima olhando as dezenas de mobíles que tomam conta do teto. O cenário é lúdico, parece um circo, colorido e animado. No cardápio, que é excelente, há também a categoria pizza! Ou seja, na cidade famosa por ter as melhores pizzarias do Brasil, e há quem diga são tão boas como as da Itália, a Mercearia também serve as  adoráveis redondas sem aquele clima tradicional e filas homéricas.
mercearia
Rua Joaquim Antunes, 217
Tel.: 11 3081.7204
Saj
Reserve os sofazinhos do segundo salão, em que você pode sentar cruzando as pernas, sem sapatos, bem no estilo das tendas árabes do deserto de Wadi Rum na Jordânia. Pode parecer lugar comum pedir pelos pães, humos, coalhada seca e mhammara, mas a verdade é que este é um comum muito especial. O pão, que é feito na hora e chega quentinho à mesa, é de levitar! Ah, você pode ver o preparo dele pela janela lateral do corredor que liga os dois espaços: vale a pena! As pastinhas são igualmente sublimes. Dá para ficar apenas nesta entrada, mas caso a fome fale mais alto e a curiosidade também, peça pelo delicado falafel e finalize com um doce árabe!
saj
Rua Girassol, 523
Tel.: 11 3032. 5939
Vapor
E quando dá aquela vontade de “mandar ver” em um sanduba bem caprichado, daqueles que só profissionais conseguem morder, mas você não quer perder a classe, sair da dieta e exagerar? Para estes casos existe o Vapor. Nada, nadinha é frito por lá. Nem chapa eles usam, o cozimento é feito a vapor e, com isso, o resultado final é muito mais saudável. O melhor? É gostoso igual. O cardápio é preso em uma prancheta, as mesas não levam toalhas, apenas um jogo americano de papel, e dentro do restaurante tem um grosso tronco de árvore e perto dele a explicação: o vapor manda aqui.
vapor
Rua Fradique Coutinho, 1464
Tel.: 11 3811.9718
Brew Dog
Sim, dá para ir paquerar: o bar é movimentado, animado e as cervejas ajudam todos a ficarem mais simpáticos. E que cervejas! Só há rótulos especiais e artesanais. O acervo é expressivo e você certamente verá cervejas inéditas no seu currículo de expert em loiras geladas. Isso sem falar nos ótimos chopes da casa, os Brew Dogs, tirados na torneira. Para acompanhar, há os cachorros-quentes gourmets e vejam só: com  opção de salsicha vegetariana! No mais, beba, coma, divirta-se e volte para casa de táxi.
brew dog
Rua Coropé, 41
Tel.: 11 3032.4007
Confeitaria Dama
Da primeira à última mordida, o sabor leve permanece o mesmo. Você acaba de comer aquela “Senhora Mil Folhas” e seu paladar não parece doce demais, nem seu estômago fica pesado. Comer duas é fácil e até mesmo recomendado. O recheio de creme delicado e a massa crocante são a melhor das perdições! Ao lado delas, há outras vedetes que devem ser provadas. Quem faz uma mil-folhas espetacular entende do ofício de adoçar paladares.
dama
R. Ferreira de Araújo, 376
Tel.: 11 5182.5088
Fotos: Divulgação
Leia mais:
Agosto de 2014.
Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.