Por Renata Araújo

Se a ideia era voltar ao passado, mais especificamente à infância, o restaurante Volta acertou em cheio: com uma decoração vintage que traz mesas e cadeiras estilo anos 50 e 60, garimpadas em feiras e antiquários, e louças de linhas descontinuadas ou achadas em brechós, o restaurante começa a encantar pelo visual.

restaurante Volta

O projeto do arquiteto Chicô Gouveia, com iluminação de Maneco Quinderé – que criou luminárias com ajuda de bules, xícaras e pratos antiguinhos, que parecem esculturas – ficou perfeito!

luminárias restaurante Volta

Sem contar a charmosa varanda, para os dias de temperatura amena – que estão prestes a chegar – e agradável do bairro do Jardim Botânico.

varanda restaurante Volta

O sobrado de dois andares foi restaurado e manteve detalhes da construção original, como o piso de tacos e os tijolos das paredes descascadas, com o intuito de preservar a história do lugar. O mural em grafite feito pelo artista plástico Mateu Velasco, em uma das paredes da casa, deu um toque especial.

mural restaurante Volta

Mas como o assunto aqui é gastronomia, não podemos deixar de comentar a originalidade do cardápio, que traz pratos um tanto inusitados, com ingredientes pouco usados em restaurantes descolados, como quiabo, moela ou fígado. Mas as misturas deram muito certo e o capricho na cozinha somado à apresentação dos pratos faz com que tenhamos vontade de experimentar mais e mais.

restaurante Volta

O chef Fernando Pavan (ex-restaurante Brasil a Gosto, de SP) usou a criatividade e a memória afetiva ao incluir macarrão ao forno, carne assada com gratinado de raízes com queijo coalho e galinha e ravioli de quiabo.

restaurante Volta

Nos almoços de fim de semana, os simpáticos “Pratos que todos repetem”, sugestões apresentadas em travessas maiores e colocadas no centro da mesa para dividir, imitando um tradicional almoço de família, como, a peixada no sábado e o cozido de domingo. Já no almoço de segunda a sexta, é possível escolher entre o menu Trivial Simples, com salada de entrada, um prato principal com uma carne na brasa, feijão, arroz e outro acompanhamento, e doces variados de sobremesa, e o Trivial Variado, que, além da salada de entrada e da sobremesa, oferece receitas mais elaboradas como prato principal.

restaurante Volta

Falando em sobremesas, elas foram criadas pelo chef Frédéric de Maeyer e são um capítulo à parte, como o autêntico Romeu e Julieta e as compotas de doces.

sobremesas restaurante Volta

Em minha primeira incursão ao Volta, fui de tapioca de sardinha marinada, saborosíssima, e ovos mimosas bem gostosos.

entrada restaurante Volta

Depois, apostei no estrogonofe, que é feito da maneira mais tradicional possível, sem creme de leite, acompanhado de uma arroz bem soltinho e de uma batata no ponto, em formato de cogumelo, que achei a coisa mais fofa e gostosa do mundo! Minha companheira de mesa pediu a panqueca de carne, que veio em uma linda apresentação e estava uma delícia!

panqueca restaurante Volta

estrogonofe restaurante Volta

De sobremesa, não pude resistir aos churros com doce de leite. Quem já foi ao Venga!, que pertence aos mesmos sócios, sabe do que estou falando.

churros restaurante Volta

O restaurante tem ainda uma simpática vendinha, com produtos artesanais apetitosos, como goiabada, pão de mel, licores de frutas, etc, vindos de diferentes partes do Brasil.

compotas restaurante Volta

Um lugar assim, não dá pra deixar de voltar.

Fotos: Renata Araújo

Leia também:

Novo café gourmet no Forneria

Almoço Mandarin Oriental no Rio

Restaurantes do Rio aderem ao Ano Novo Chinês

Encontro de bloggers e jantar no Alloro

Novidades gastronômicas no Rio

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.