capa cavist

Por Monica Barros

Uma degustação de vinho às cegas no Cavist. Essa deliciosa brincadeira foi trazida ao Rio pelo restaurante, que apresentou em novembro a mais uma edição do Blind Tasting & Sale, em Ipanema. A casa já é referência em vinhos na cidade, e acertou em cheio fazendo uma noite diferente e informal para abordar um assunto que às vezes é encarado com muita seriedade. E já que a ideia é aperfeiçoar cada vez mais o paladar dos amantes dessa bebida, nada melhor do que aguçar os sentidos e descobrir novos sabores.

Degustação de vinho

Já na chegada à graciosa casa na Rua Barão da Torre, os convidados receberam um livreto para fazerem todas as anotações sobre suas observações. A degustação foi dividida em quatro estações com 16 rótulos. Todos devidamente embalados para que não pudessem identificar qual estava experimentando. Em cada uma delas, quatro tipos de vinhos. E a orientação era de que a ordem das estações deveria ser respeitada. Uma deliciosa mesa de antepastos foi oferecida a todos os presentes, permitindo saborear um gostoso tira gosto e até mesmo perceber qual combinava melhor com cada tipo de vinho.

Degustação no Cavist

Primeiramente, todos começaram saboreando os espumantes. Pequenas doses em cada taça para que a degustação não se perdesse no consumo exagerado e na mistura. E no livrinho de anotações, cada um poderia escrever o que achou da aparência do vinho, do aroma, sabor, gosto, e finalmente declarar se havia adorado, apenas gostado, se tinha ficado indiferente ao rótulo, ou se realmente não tinha gostado. Muito divertido!

Degustação de vinho

Depois de duas estações de brancos, foi a hora de provar as estações dos tintos. Alguns imbatíveis, como um bom Cabernet Sauvignon. Uma das melhores combinações que existe é a de queijos e vinhos. Por isso, a pasta de roquefort servida foi muito bem vinda com a degustação dos vinhos tintos. Tudo em meio ao agradável e belo ambiente da Cavist, que além de tudo tem vista para Ipanema no aconchegante segundo andar.

Cavist Ipanema

Após as surpresas dessa degustação, os interessados tiveram a chance de comprar alguns dos rótulos preferidos com preços diferenciados. Assim, foi possível levar para casa o que foi provado e continuar a degustação. Sem dúvida um bom exercício para refinar o paladar e saber não só o que buscar e notar ao beber um bom vinho, mas também aprender um pouco mais sobre nossas próprias preferências.

Fotos: Monica Barros

Novembro de 2014.

Leia mais:

40 anos da Dal Pizzol

Rio recebe pelo segundo ano o Mondial de La Bière

Festival de peixes da Amazônia na Churrascaria Palace

Degustação dos vinhos Marques de Casa Concha no Gero

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.